Side view portrait of a happy woman breathing deep fresh air at sunset in a house balcony

Mais do que aquela sensação gostosa do calor sobre a nossa pele, a exposição ao sol é essencial para a manutenção da nossa saúde, desde que em quantidade e tempo adequados. Entre os benefícios que esse hábito traz ao nosso organismo está a formação da vitamina D, indispensável para o metabolismo construtivo do cálcio e do fósforo nos ossos.  

A luz solar também auxilia na regulação do sistema imunológico, dificultando a formação e combatendo algumas doenças da pele, e ainda estimula a produção de melanina, responsável por dar cor e tom para a pele.   

Além disso, quando a exposição ocorre em níveis adequados “estimula a produção de endorfina, uma substância com efeito antidepressivo, que traz a sensação de bem-estar e ainda contribui com o ciclo circadiano, responsável pela regulação do sono”, explica a dermatologista da Unimed Campo Grande, Dra. Gabriely Lessa Sacht.  

A dermatologista destaca também que em relação à vitamina D, o melhor horário para a exposição é entre às 10h e 14h. “Esse é o melhor horário para absorção da vitamina D, porém, é o mais perigoso também, porque é o período de maior incidência dos raios ultravioletas. Por isso, a forma correta de fazer essa exposição de modo que não traga risco de câncer de pele, rugas e manchas é ficar exposto de 10 a 15 minutos apenas”.  

Dermatologista explica que expor-se ao sol com moderação auxilia na manutenção da saúde

Ela explica ainda que não é preciso estar com todo o corpo exposto e sem filtro solar. “Expondo os braços ou as pernas, de 2 a 3 vezes na semana, já é o suficiente para manter os níveis de vitamina D adequados, desde que o indivíduo não tenha uma deficiência dessa vitamina no organismo”, pontua.  

Para quem está em home office ou trabalha em locais fechados também é preciso encontrar um tempinho para aproveitar os benefícios do sol. “Para quem trabalha em locais mais fechados é possível usar o horário de almoço, escolher uma janela ou a sacada e se expor de 10 a 15 minutos também”, destaca a dermatologista.  

Por fim, a profissional orienta que o rosto deve sempre estar protegido com uso de filtro solar adequado para cada tipo de pele. “Por ser uma área muito sensível e por estar continuamente exposta, assim como o dorso nas mãos, pescoço e colo, o ideal é sempre usar filtro solar”. 

Fonte: Ascom Unimed CG

Comentários