22.8 C
Campo Grande
domingo, 21 de julho, 2024
spot_img

‘Despertando Conexões’: projeto leva robótica a internos da penitenciária de Dourados

Teve início este mês na PED (Penitenciária Estadual de Dourados) o projeto ‘Despertando Conexões – Workshop de Introdução à Robótica para Privados de Liberdade’. Desenvolvida pelo CEEJA-D (Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos de Dourados) em parceria com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), a iniciativa tem como objetivo promover a inclusão social e ressocialização de pessoas privadas de liberdade através da educação e tecnologia.

Destinado a internos matriculados nos ensinos Fundamental e Médio, o projeto busca introduzir os participantes aos conceitos de robótica, desenvolver habilidades práticas em eletrônica e programação, estimular o trabalho em equipe e fomentar a autoconfiança e autoestima.

Além disso, a iniciativa explora possibilidades de empreendedorismo e empregabilidade na área de robótica.

As aulas são divididas em teóricas e práticas, nas quais os alunos aprendem sobre os conceitos básicos de robótica, incluindo história, tipos de robôs, componentes eletrônicos e princípios de programação. Eles têm a oportunidade de montar e programar robôs simples utilizando kits de robótica.

‘Despertando Conexões’: projeto leva robótica a internos da penitenciária de Dourados

O diretor da PED, Rangel Schveiger, enfatiza a importância da educação como ferramenta de transformação e reintegração social.

“O projeto visa proporcionar uma nova perspectiva de aprendizado e reintegração social, e foi recebido com entusiasmo pelos participantes. Eles acreditam que a robótica pode influenciar positivamente suas vidas e que essa é uma ótima oportunidade”, afirma.

O dirigente reforça que a capacitação em robótica já é utilizada em prisões em países mais desenvolvidos como os Estados Unidos, Itália, Reino Unido e Escócia, visando preparar os internos para o mercado de trabalho após a liberdade.

Com a orientação das professoras Adriana Bertoleti Bezerra de Menezes, Viviane Saldivar Duarte, Katrini Calheiros Lopes, Grazieli Martins Coelho e Jéssica Carvalho Motta Ramos, o ‘Despertando Conexões’ ensinará, ao longo de cinco semanas, noções básicas de robótica, incluindo programação de microcontroladores, montagem de circuitos e sensores, além de princípios de eletrônica.

No primeiro dia do workshop, realizado no dia 4 deste mês, os internos foram introduzidos aos conceitos teóricos e puderam manusear os kits de robótica. A primeira aula foi apenas o início de uma jornada que promete ensinar novas habilidades técnicas e fomentar a autoestima e esperança dos participantes.

O projeto conta com o apoio do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul, Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), SED (Secretaria de Estado de Educação) e Conselho da Comunidade de Dourados.

Fale com a Redação