O boletim de ocorrência foi registrado na Depac (Foto: Reprodução).

Um detetive particular está sendo investigado pela Polícia Civil por crime de extorsão. De acordo com as informações registradas pela vítima, o sujeito está exigindo dela R$ 1,5 mil para não entregar ao marido dela as fotos e vídeos que fez de uma suposta traição amorosa.

Na versão da mulher, ela contratou o detetive no intuito de que ele seguisse e comprovasse que o marido a estava traindo. Com isso, o profissional registrou várias fotos e vídeos mostrando que, de fato, o homem estava tendo um relacionamento extraconjugal.

Diante do sucesso do trabalho do detetive, a mulher pagou a ele R$ 6 mil pelo serviço, há aproximadamente dois meses. No entanto, nesta semana ela passou a ser extorquida pelo detetive.

Ele teria pedido R$ 1,5 mil para apagar os arquivos, caso contrário, mandaria todos os vídeos e fotos para o marido da vítima, revelando ainda que ela o tinha contratado para segui-lo.

Diante da ‘pressão’ imposta pelo detetive, a mulher procurou a polícia. O caso foi registrado como extorsão na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Comentários