A Delegacia de Polícia Civil de Maracaju, como diz o ditado, “mirou em um e acertou o outro”, em ação realizada nesta quinta-feria (2), onde durante investigação de tentativa de homicídio, no município a 160 km de Campo Grande, descobriu um certo arsenal de armamentos. Dois homens foram presos ontem, com 17 armas de fogo e mais de duas mil munições, durante investigação da PC.

Conforme a PC local, com o apoio da Delegacia de Itaporã e SIG-Dourados, cumpriu três mandados de busca e apreensão, sendo um em Caracol, outro em Bela Vista e outro em Maracaju. Os dois indivíduos forma enquadrados por posse irregular de armas de fogo de uso permitido e restrito.

“Durante o cumprimento das buscas, em uma fazenda em Maracaju/MS, G. S., 40 anos, e, F. C. B , 60, foram presos em flagrante por estarem mantendo sob suas guardas uma arma de fogo e 48 munições de calibres variados, inclusive de uso restrito. O suspeito F. C. B. (60) ainda desacatou, em duas oportunidades, a equipe policial, sendo também autuado por desacato”, registrou a PC.

Já nas buscas realizadas na fazenda em Caracol/MS, de propriedade do suspeito F. C. B. (60), foram localizadas em um compartimento oculto na parede de um quarto, escondido por um fundo falso do guarda-roupa, 9 armas longas, 8 armas curtas, além de 2.104 munições, de calibres variados, todas em desacordo com a lei, sendo instaurado procedimento criminal para apurar as condutas. Na busca realizada em uma casa em Bela Vista/MS, nada de ilícito foi encontrado.

O homicídio

A operação policial foi deflagrada em desdobramento à investigação instaurada para apurar o crime de homicídio qualificado tentado, em que o suspeito F. C. B. (60) efetuou um disparo de arma de fogo na cabeça do ex-genro.

Comentários