Salto de quase 1,5% ocorre em meio a incertezas fiscais à espera do relatório da reunião que derrubou os juros a 3% ao ano

11/05/2020 17h10
Por: Reuters

O dólar começou a semana em alta e fechou esta segunda-feira (11) na segunda maior cotação da história, com um combo de incertezas no plano doméstico mais uma vez impondo ao real o título de moeda com pior desempenho global na sessão.

O mercado segue desconfortável com o ambiente fiscal e operou em modo cautela na véspera de o Banco Central divulgar detalhes sobre a decisão da semana passada de aprofundar o corte de juros e sinalizar mais afrouxamento monetário.

O dólar à vista saltou 1,47%, a R$ 5,8242 na venda, atrás apenas do fechamento do último dia 7 (R$ 5,8399).

A pressão no câmbio fez o BC anunciar leilão de até 10 mil novos contratos de swap cambial tradicional já perto do fim da sessão no mercado à vista, com colocação do lote integral.

Dólar sobe a R$ 5,82 e tem 2ª maior cotação nominal da história

Comentários