O vereador Victor Rocha (PP) usará a Tribuna da Câmara Municipal de Campo Grande, na 3ª Sessão Ordinária, realizada na terça-feira (02) durante a Palavra Livre para cobrar melhorias na Saúde Pública de Campo Grande. O parlamentar também reconhece que a Prefeitura Municipal tem feito a lição de casa, no que diz respeito aos investimentos na Saúde, bem como na atuação no Combate à Covid-19.

Entre as cobranças do parlamentar está a realização de mutirão de cirurgias eletivas e exames de média e alta complexidade. “Com a pandemia, muitos exames e cirurgias não estão sendo realizadas. Entendemos que a demanda cresceu em virtude do coronavírus, mas há muitos pacientes esperando para fazerem exames e cirurgias. Temos que atender essa demanda, assim evitaríamos a judicialização da Saúde, um ônus que seria retirado do orçamento da SESAU”, pontuou.

Outro ponto defendido pelo vereador Victor Rocha é o adicional de insalubridade. “Já recebemos a sinalização positiva do prefeito Marcos Trad sobre o pagamento da insalubridade a partir de 2022. Também solicitamos a inclusão ao secretário de finanças, Pedro Pedrossian que ficou de solicitar a análise de viabilidade econômica para saber qual o impacto desse pagamento junto à SESAU”. 

Vacinação Covid-19 – O vereador parabenizou a atuação de todos os servidores no combate ao coronavírus, porém reiterou a necessidade de se aumentar o numero de doses que tem vindo para Campo Grande. 

Santa Casa – Victor Rocha conversou com o superintendente da Gestão Médico-hospitalar, Dr. Luiz Kanamura, que relatou que houve um repasse do Governo Federal, através do Ministério da Saúde, no valor de R$ 22.700.00,00 (Vinte e Dois Milhões e Setecentos Mil Reais). “Sabemos das dificuldades financeiras do hospital, por isso, pedimos celeridade na liberação deste recurso para que a Santa Casa possa investir na melhoria dos atendimentos à população”.

Descentralização do Laboratório – Um pedido que deixo registrado aqui é que seja retomada a descentralização do laboratório nas UPAS, já adotado na gestão da SESAU entre 2013 e 2016. Pois, facilitava o diagnóstico do paciente, bem como na gestão do leito. “Peço que essa solicitação seja apresentada a Superintendência de Assistência para avaliar a viabilidade da retomada dos exames pelo menos nas UPAS, já ajudaria muito”, pontou o parlamentar.

Convênio com a Defensoria Pública – A judicialização da Saúde foi reduzida com a parceria estabelecida entre a Prefeitura e da Defensoria Pública. Dr. Victor Rocha, questionou o secretário José Mauro sobre a parceria, se ainda continua. 

Victor Rocha é vice-presidente da Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal e se comprometeu em auxiliar a atual gestão, no que for preciso para melhorar a saúde da Capital.

Comentários