Procon pesquisou em novembro a variação de preços de produtos da cesta básica em Campo Grande. Divulgação/Procon

Apesar da redução, o café da manhã ficou mais caro com o aumento nos preços do leite (+1,15%), pão francês (+0,44%) e do café (+3,63%)

O valor da cesta básica caiu – 4,67% no mês de fevereiro em Campo Grande, segundo o levantamento divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), nesta sexta-feira (5). Em valores, o preço médio da cesta básica hoje é de R$ 551,58 o que corresponde ao comprometimento de 54,21% do salário mínimo vigente.

No ranking, Campo Grande ocupa o 10° lugar entre as 17 capitais pesquisadas. Veja:

Em Campo Grande, preço da cesta básica cai -4,67% em comparação a outras Capitais

Campo Grande teve um aumento acumulado no ano de 23,84%. Já a variação no ano, ficou em – 4,32%. Entre os produtos com maior alta de preços na Capital, está o feijão carioquinha com variação de +10,23%, e valor médio de R$7,42.

Encontramos aumento também no café em
pó de +3,63%, o leite integral de +1,15% e o pão francês + 0,44%.

Pelo segundo mês consecutivo, o produto que teve uma redução no valor mais expressiva foi a batata -28,94%, com preço médio de R$ 3,02 o quilo.

Entre os produtos que tiveram redução nos preços, estão: o tomate -27,53%, a banana
-9,84%, arroz agulhinha -8,86%, manteiga -3,88%, óleo de soja -1,61%, açúcar
cristal -1,52%, farinha de trigo -0,81% e carne bovina -0,73%.

Ainda segundo a pesquisa, para comprar uma cesta básica é necessário uma jornada de trabalho de 110 horas e 19 minutos. Já que se comparado o valor da cesta básica de R$ 551,58 ao comprometimento do percentual do salário mínimo é de
54,21%%, o que representa uma redução de 2.66 p.p. em relação a janeiro.

Comentários