Propositor da sessão solene, deputado Paulo Corrêa presidiu o evento, que contou com a presença de autoridades de diversas áreas (Fotos: Wagner Guimarães)

Um dos principais grupos de imigrantes em Mato Grosso do Sul, a comunidade italiana foi homenageada na noite desta quarta-feira (29) na Assembleia Legislativa. Com o plenário lotado, 20 italianos e descendentes de italianos, que contribuíram e contribuem para o desenvolvimento do Estado, receberam homenagens em sessão solene alusiva ao Dia da Comunidade Italiana, celebrado em 2 de junho e instituído pela Lei 1.886/1998. A solenidade foi proposta pelo deputado Paulo Corrêa (PSDB), presidente da Casa de Leis.

Em noite de festa e emoção, Assembleia Legislativa presta homenagem à comunidade italiana
Deputado Paulo Corrêa, propositor da sessão solene

“Quero dizer que estou muito feliz de ser autor desta sessão solene, mas não posso me furtar de dizer que quem me sugeriu foi o Maurício Picarelli, que é autor da lei que instituiu o Dia da Comunidade Italiana. Quero dizer a todos os italianos e seus descendentes – filhos, netos e bisnetos – que aqui estão, que temos muita fé que a cultura italiana prevaleça e permaneça no nosso Estado por muito tempo”, disse o deputado Paulo Corrêa, em sua saudação no início da solenidade.

Além do deputado Paulo Corrêa, a mesa de autoridades foi composta por Adriana Rezende Corrêa, pelo professor doutor Marcelo Augusto Santos Turine, reitor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), juíza Joselina Alessandra Vanzela, primeira-secretária da Associação dos Magistrados, Roberto Gurgel de Oliveira Filho, delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul (PCMS), Aline Gonçalves Sinnott Lopes, presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado (Adepol/MS) e Ângelo Bruno Junior, presidente do Circolo Italiano Guglielmo Marconi.

Ainda no início da solenidade, Ângelo Bruno discursou agradecendo a realização do evento e falou, brevemente, sobre a entidade que preside. “O Circolo Italiano foi fundado em 25 de março de 1986 e presta serviço cultural à sociedade e aos descendentes da comunidade italiana, sempre buscando manter a cultura e tradição italiana”, disse. 

De acordo com Ângelo Bruno, é significativo o número de italianos e seus descendentes em Mato Grosso do Sul. “Nós, da comunidade italiana, estamos perto 600 mil a 700 mil pessoas aqui no nosso Estado. São italianos, filhos, netos, bisnetos e tataranetos de italianos”, informou e agradeceu: “Estamos muito honrados de recebermos esta homenagem”. Após sua fala, Ângelo Bruno Júnior presenteou o deputado Paulo Corrêa, condecorando-o com uma medalha com as cores da Itália.

Antes das entregas das homenagens, os presentes e as pessoas que acompanhavam a sessão pelos canais de comunicação da Casa de Leis, puderam prestigiar apresentações ao vivo de algumas músicas italianas.

Homenageados

O reitor da UFMS, Marcelo Turine, que recebeu a homenagem das mãos do deputado Paulo Corrêa, substituiu o parlamentar na presidência da mesa no momento da entrega dos diplomas.

Em noite de festa e emoção, Assembleia Legislativa presta homenagem à comunidade italiana
Marcelo Turine fez os agradecimentos em nome dos homenageados

Por indicação do propositor da sessão solene, deputado Paulo Corrêa, foram homenageados, além do reitor Marcelo Turine, Adriana Rezende Corrêa, Armando Camillo, Bruno Henrique Urban, Cleise Wolf Fedrizzi, Gilbert Marcelo Fico, Juliana Miranda Rodrigues da Cunha Passarelli, Gustavo Passarelli da Silva, Padre Giulio Boffi e Roberto Gurgel de Oliveira Filho. Também recebeu a homenagem o ex-deputado estadual Maurício Picarelli, autor da Lei 1.886/1998 e atual gerente da Rádio e TV ALEMS.  

Também receberam a honraria, por indicações de outros parlamentares, as seguintes pessoas: Genaro Cristaldo Bruschi (indicado pelo deputado Amarildo Cruz), Vera Lina Marques Vendramini (deputado Evander Vendramini), Marcus Vinícius Pollet (deputado Felipe Orro), Ernesto Campagna, in memorian (indicação do deputado Herculano Borges), representado por seu filho, René Alves Campagna, Bruno Maddalena (deputado João Henrique) e Manoel Da Cruz (deputada Mara Caseiro).

Além dos indicados pelos deputados, também foram homenageados, por indicação do Circolo Italiano Guglielmo Marconi, estas pessoas: Angelo Bruno Júnior, Irmã Silvia Vecellio e Patrícia Ramires.

Agradecimentos

Em noite de festa e emoção, Assembleia Legislativa presta homenagem à comunidade italiana
Delegado Roberto Gurgel enfatizou a caridade do povo italiano

Em nome dos homenageados, fez os agradecimentos o reitor Marcelo Turine. “Cada um tem uma história de vida que foi falada um pouco aqui, uma trajetória com os pais, avós, bisavós. Então, esse é um momento de muita riqueza e de muitas lembranças”, disse o professor. “Quero agradecer, deputado Paulo Corrêa,  por continuar esta homenagem, iniciada pelo ex-deputado Maurício Picarelli”, falou, dirigindo-se ao presidente da Casa de Leis. 

O reitor também enfatizou a importância da diversidade cultural para o desenvolvimento. “Essa integração de pessoas, de povos e de culturas em Mato Grosso do Sul faz com que este Estado seja cada vez mais pujante”, comentou. “Esta homenagem é um reconhecimento a todos que contribuem para o desenvolvimento deste Estado. E quero dizer que tenho muito orgulho de receber esta homenagem. Obrigado”, finalizou. 

O delegado-geral da PCMS, Roberto Gurgel, também fez uso da palavra a convite do deputado Paulo Corrêa. “Temos em diversos lugares um pouquinho da Itália, seja na comida, seja na música, mas o que mais me encanta é a caridade do povo italiano. É um povo muito caridoso! Muito nos honra receber esta homenagem, que não é individual, mas, sim, uma homenagem a toda nossa família”, disse o delegado.

Benção

Em noite de festa e emoção, Assembleia Legislativa presta homenagem à comunidade italiana
Padre Giulio Boffi: “A caridade é o único caminho para a felicidade”

A sessão se encerrou com a bênção do padre Giulio Boffi, um dos homenageados. “Pedir a bênção de Deus significa abrir o nosso coração e a nossa mente a quem nos criou, nos mantém vivos e nos fez entender o sentido da vida. E esse sentido está em fazermos o bem para os outros. O importante é fazer caridade sem querer nada em troca, mas apenas porque vê a necessidade do outro”, disse o sacerdote. “Os italianos, como foi dito, são caridosos. Mas os brasileiros também é um povo muito caridoso”, completou. 

Ainda antes de dar as bênções, o padre reforçou a importância de se fazer o bem. “A caridade é o único caminho para a felicidade. E felicidade é o que desejo a todos vocês. Onde se  encontra um coração que ama e que sofre com os sofrimentos dos outros, aí está a morada de Deus. A única coisa que Deus quer de nós é que todos sejamos felizes. E isso acontece quando amamos e nos sentimos amados”, ensinou. “Que esta bênção entre no nosso coração e no coração de nossos familiares e torne nossa família cada vez mais unida no propósito de ajudar uns aos outros a serem felizes”, finalizou.

Comentários