A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) prorrogou as medidas de biossegurança, como o ensino remoto para aulas teóricas, até 30 de junho. Segundo o reitor Marcelo Turine, a UFMS está atenta às recomendações das autoridades sanitárias e, com a adoção das medidas, segue seu compromisso com a Saúde e a Educação.

Desta forma, durante o mês de junho, as aulas teóricas devem ser ministradas pelo Ensino Remoto de Emergência ou EaD. Porém, fica autorizado a realização de atividades práticas dos cursos graduação e pós-graduação, ações e projetos de atendimento nas unidades, de projetos de pesquisa, extensão, inovação e empreendedorismo.

Ainda de acordo com a UFMS, para as atividades práticas é necessário observar o Plano de Biossegurança da Universidade e obter a autorização de cada coordenador e dirigente da unidade.

“Estudantes, professores e técnicos devem continuar a realizar de maneira remota as atividades para preservar e garantir o pleno funcionamento da Universidade. Já serviços essenciais como segurança, limpeza, conservação, manutenção, obras e transporte seguem mantidos presencialmente”, frisou noda da Instituição.

As medidas valem para a Cidade Universitária e para todos os câmpus.

Comentários