A PF (Polícia Federal), iniciou a manhã de sexta-feira (20), nas ruas da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, cumprindo mandados judiciais em Dourados contra esquema de corrupção com advogados e juízes federais. A denominada Operação ‘Skiagraphia’, também se estende a outras quatro cidades-capitais do Brasil. Após três anos de investigações, a parte pratica vem hoje, para serem cumpridos 19 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª região.

Em MS, ao que foi informado, somente a cidade de Dourados, a 235 km de Campo Grande, é alvo da operação, que cumpre mandados também em Fortaleza, Brasília, São Paulo e Recife. A Operação Skiagraphia visa ir contra advogados e juízes por corrupção em processos e execuções fiscais. Em Dourados, advogado seria o alvo de mandado de busca e apreensão cumprido nas primeiras horas da manhã. Ele suspeito de fazer parte de grande esquema de corrupção que pode ter causado prejuízo bilionário ao Fisco Federal. 

Conforme a PF, as investigações tiveram início no ano de 2019, depois de informações da Procuradoria da Fazenda Nacional, que apontaram indícios de participação dos magistrados, advogados e empresários devedores do Fisco Federal em ações em curso na Justiça entre os anos de 2012 e 2016, o que resultou em prejuízo bilionário aos cofres da União.

Foram descobertos ilicitudes na condução de processos de execuções fiscais dos grandes devedores da União; vínculos suspeitos entre magistrados e advogados; fluxo financeiro suspeito; falsificação documental com simulação de intimações da União, com prejuízo à Fazenda Nacional em benefício de empresários.

Já cumprido

Não há informações ainda se pessoas foram presas e nem o número de mandados cumpridos em Mato Grosso do Sul.

Os policiais federais estiveram em imóvel de advogado em Dourados acompanhados por membros da Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Advogados da 4ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). 

Nome da operação

O nome da operação remete à técnica de pintura “shadow painting”, em que se busca dar a ilusão de profundidade pelo contraste entre sombra e luz. Com isso, os investigados simulavam estar à luz do caminho público, mas, na verdade, se encontravam às sombras da lei.

As ações fazem parte da ‘Operação Skiagraphia’ desencadeada hoje a partir de investigações iniciadas em 2019.  A Polícia Federal já teria cumprido ao todo 19 determinações expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Recife (PE). As buscas aconteceram em Dourados, Fortaleza (CE), São Paulo (SP), Recife (PE) e Brasília (DF). 

O suposto esquema de corrupção bilionário envolve a participação de juízes federais, advogados, servidores públicos e empresários e beneficiou grandes devedores da União através de decisões judiciais.

Ainda conforme a PF, as investigações começaram em 2019. Em três anos, o trabalho já encontrou indícios de vínculos suspeitos entre magistrados e advogados, fluxo financeiro suspeito e falsificação de documentos com simulação de intimações da União.

Comentários