Tecnologia no campo. (Foto/Divulgação)

Quando se trata de conexão à internet, ainda existem muitos desafios para o produtor rural. Segundo o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), apenas 23% da área agrícola brasileira conta com cobertura de conectividade. As estratégias e inovações para se avançar nesse campo são assunto do #MercadoAgropecuário desta segunda-feira (25).

O secretário adjunto de Inovação e Tecnologia do Mapa, Cleber Soares, afirma que o sinal disponível para as propriedades rurais tem uma média de qualidade baixa. “Isso mostra o grande desafio que nós temos, que é exatamente prover conectividade num espaço de território agrícola brasileiro equivalente, hoje, a 77% da agropecuária brasileira”.

Um estudo realizado pelo órgão levantou perspectivas de impactos no agro a partir de cenários onde a conexão fosse amplificada. Na primeira hipótese, a cobertura partia de 23% para aproximadamente 50%. Para isso seria necessária a implantação de 4,4 mil antenas, com tempo médio de 2 anos para conclusão.

“A situação de conectividade no campo hoje no Brasil, é equivalente à década de 1970 quanto ao tema de iluminação ou provimento de energia elétrica, ou seja, estamos numa situação extremamente crítica”, compara, Cléber.

A segunda hipótese leva como ponto de partida o primeiro cenário, onde a cobertura de conectividade desponta de cerca de 50% para 80% a 90%, com 15,1 mil antenas e tempo aproximado de 4 anos para implementação.

“Se levarmos em consideração a evolução do cenário descrito na primeira hipótese, o impacto econômico seria de 4,5% no Valor Bruto de Produção da agropecuária, o que representa um acréscimo de R$ 47 bilhões, tendo como referência o último levantamento. E no segundo cenário, a repercussão seria de até 9,6% no VBP do agro, projetando cerca de R$ 102 bilhões injetados no agronegócio brasileiro pelo provimento da conectividade”, explica o secretário adjunto.

Conectividade – O projeto ‘Senar On’ é uma das iniciativas do Sistema Famasul para auxiliar na ampliação da conectividade no campo, por meio da distribuição de kits com antenas, computadores e equipamentos para capacitação dos produtores e trabalhadores rurais em localizações remotas de Mato Grosso do Sul.

Mas informações sobre essa iniciativa você confere clicando aqui.

Comentários