Os embarques de soja do Mato Grosso do Sul atingiram 654 mil toneladas no mês de março, aumento significativo se comparado com fevereiro de 2021, quando foram embarcadas menos de 18 mil toneladas. O crescimento se deve à colheita da oleaginosa ter sido praticamente finalizada no Estado.

Os novos dados são do boletim de exportação, da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul (Aprosoja MS),  divulgado na sexta-feira (16). O informativo também aponta que a China (75%) segue como principal destino do grão brasileiro, seguida pela Argentina (16%).

Com o atraso do plantio e da colheita da safra 20/21, o início das embarcações também precisaram ser adiados, resultando em uma ligeira queda de 13% em relação às exportações do mesmo mês do ano passado.

Em contrapartida, o milho sul-mato-grossense apresentou um aumento de 26% na quantidade comparada ao ano anterior, chegando a exportação de 434 mil toneladas no primeiro trimestre de 2021.

Comentários