Família de piloto Gustavo Carneiro está desesperada (Foto: Redes sociais)

A tragédia com mais um avião de pequeno porte caído no Brasil, na madrugada desta quinta-feira (25), pode atingir familia de Mato Grosso do Sul. Ainda não se tem nada confirmado ou se resgatou vitimas ou seus corpos, mas o piloto da aeronave, que havia desaparecido, entre Campinas e Rio de Janeiro, é o corumbaense Gustavo Carneiro. O avião era ocupado por ele, o copiloto e um passageiro. O copiloto seria José Porfírio de Brito Júnior.

Conforme já noticiado e ao que se sabe, o contato do avião com a torre de controle foi perdido às 21h40 de ontem, sendo que hoje pela manhã, já se achou destroços de algum avião no mar do estado do Rio de Janeiro. O voo teria partido às 20h30, do Aeródromo Estadual de Campinas, com destino a Capital carioca. Assim, a aeronave decolou em Campinas e estaria no mar na região de Ubatuba**.

Gustavo é piloto profissional e, segundo apurado, fez a última atualização nas redes sociais às 11h07 desta quarta-feira (24). A atual situação é que a família de Gustavo vive grande apreensão, até mesmo pela falta de informações. Não se sabe se eles estão feridos ou à deriva. 

A aeronave teria tido problemas entre Ubatuba, em SP e Paraty, no Rio de Janeiro. O Corpo de Bombeiros começou as buscas ainda na noite desta quarta-feira, no mar de Paraty e a Força Aérea Brasileira informou, na manhã desta quinta-feira, que localizou destroços de uma aeronave, que pode ser onde estava o piloto corumbaense. 

Redes ligadas, mas sem sinal físico

A namorada de Gustavo disse que o computador dele está ligado com todas as redes sociais e por isso o namorado aparece online às vezes. 

** A cidade de Ubatuba está localizada no litoral norte do Estado de São Paulo, distante 250 quilômetros da capital estadual. Limita-se ao norte com Paraty (Rio de Janeiro),

Comentários