Com as melhorias no manejo e na pastagem, os resultados positivos começaram a aparecer. (Foto/Divulgação)

Reforma de pastagem, melhoramento na genética e no manejo dos animais deram resultados positivos e produtores voltaram a ‘acreditar no sonho

Pensando em abandonar a produção de leite e até em vender a propriedade, localizada no município de Anaurilândia, Lucia Pereira e a família retomaram o ânimo após a chegada do Senar/MS. Com a Assistência Técnica e Gerencial em Bovinocultura de Leite, conseguiram bons resultados com reforma de pastagem, melhora na genética e no manejo do gado, e voltaram a ‘acreditar no sonho de progredir’.

“Era um solo degradado, sem pastagem nenhuma, cheio de mato para limpar. Depois que o Senar chegou melhorou bastante. No pasto foi feita a recuperação, adubação, calcareação das pastagens e do solo. E, assim, temos um bom manejo rotacionado. O fornecimento de água dos animais também melhorou, além da genética das vacas e bezerros. Agora estamos anotando tudo que precisa organizar no dia a dia do sítio”, resume Lucia.

Com as melhorias no manejo e na pastagem, os resultados positivos começaram a aparecer na produção leiteira, que passou de 40 litros para 110 litros por dia.

“Uma das coisas mais importantes que melhoraram foi o psicológico da gente. Meu marido já não tinha aquele ânimo para o trabalho, pensava até em vender a propriedade, porque não via mais sentido de como restabelecer e chegar no nível que gostaria. O atendimento do Senar fez com que renascesse essa vontade, fez a gente voltar a acreditar que poderia ter aquilo que a gente sonhou um dia, que é ver nosso sítio tendo progresso”, finaliza.

Comentários