Às vésperas de completar 300 mil casos confirmados da doença – segundo dados da Secretária de Estado de Saúde – e como medida para evitar a proliferação da Covid-19, várias cidades de Mato Grosso do Sul estão decretando o fechamento do comércio, a fim de evitar a circulação e aglomeração de pessoas. Medida pode enfraquecer mais ainda o comércio, que vem de um mês de poucas vendas, afirmou a Fecomércio de MS.

“O comércio tem feito a parte dele: treinamos os colaboradores, implementamos o distanciamento social, distribuímos álcool em gel, adotamos a restrição de pessoas circulando dentro das nossas lojas”, diz o presidente da Fecomércio MS, Edison Araújo. “O governo estadual está fazendo a parte dele: a vacina chega e já é distribuída no SUS. O que falta? Conscientização da população. Para não aglomerar, não realizar festas com capacidades acima do que é permitido naquele ambiente, não circular. A conta não pode ser paga apenas por um setor”.

Confira alguns municípios que estão com as atividades comerciais orientadas:

Dourados – Em lockdown desde o dia 30 de maio, o comércio permanecerá fechado até o dia 12 de junho, sendo permitida a abertura de supermercados, açougues e padarias, farmácias, hospitais e postos de gasolina, apenas com 50% da capacidade. Alguns estabelecimentos, como mercados, açougues, padarias e congêneres, desde que sem alimentação no local, podem abrir as portas até às 18h de segunda a sexta-feira e até 14h no sábado.

Corumbá – O comércio pode funcionar das 8 h às 18h, vedado o consumo de bebidas alcoólicas. As vendas podem ser feitas, respeitando todas regras de biossegurança.

Coxim – Até o próximo dia 6 de junho, o funcionamento do comércio e templos religiosos estão proibidos. O consumo de bebidas, alcóolicas ou não, em locais como balneários, clubes recreativos e similares, bem como a realização de eventos particulares como casamentos, shows com música ao vivo ou som mecânico, aniversários e similares, independentemente do número de pessoas, também estão proibidos.

Nova Andradina – Até o próximo dia 6 de junho, o comércio está proibido de funcionar, com exceção das farmácias, postos de gasolina, mecânica, vendas de gás, borracharias, auto elétricas. Restaurantes, lanchonetes e congêneres estão liberados apenas na modalidade delivery.

Bonito – Está proibido o consumo de bebidas alcoólicas, tereré e narguilé, assim como a utilização de caixas térmicas, coolers, isopores e similares, nas ruas, avenidas, praças, calçadas, logradouros e quaisquer outros espaços públicos, com objetivo de evitar aglomeração. Apresentação de shows ao vivo também foi vedada, sob o mesmo argumento.

Comentários