19.8 C
Campo Grande
sábado, 20 de julho, 2024
spot_img

Em MS, feriadão de Carnaval registrou cinco assassinatos e quatro mortes em acidentes de trânsito

O balança final e oficial com dados do setor de Segurança Pública ainda foi liberado, mas com o que já se expôs, e a imprensa noticiou, o feriadão de Carnaval terminou na tarde desta quarta-feira (14) com saldo de cinco crimes de homicídios/feminicídios e quatro mortes em acidentes de trânsitos nas estradas estaduais de Mato Grosso do Sul.

Veja abaixo detalhes da ‘folga carnavalesca’, que começou na noite de sexta-feira (10) e seguiu até às 12 horas de hoje, feriado de Quarta-feira de Cinzas:

Na sexta-feira (10), um pedestre acabou atropelado na BR-163 em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande. A vítima morreu e o motorista acabou capotando o carro com o acidente. O pedestre teve fraturas e cortes pelo corpo todo. 

Ainda na sexta (10), na BR-262, em Ribas do Rio Pardo, duas pessoas morreram em um acidente próximo ao Hotel Cerrado. Um veículo Uno teria colidido de frente com uma carreta ao fazer uma ultrapassagem na rodovia. Com o impacto da colisão, dois homens que ocupavam o carro teriam morrido no local.

Parcial: PMR já conta com três presos, apreensão de contrabandos e folha de coca e veículo roubado recuperado

Domingo/segunda-feira

Italo Freiras Delgado, de 19 anos, morreu em um acidente na manhã de domingo (11), na BR-267, em Maracaju, distante 160 quilômetros de Campo Grande. Italo foi ejetado quando o veículo capotou. O motorista, de 22 anos, fez teste do bafômetro, que constatou embriaguez.

Já na segunda-feira (12), João Eudes, de 59 anos, morreu ao tentar desviar de uma vaca que invadiu a MS-080, entre Campo Grande e Rochedo. Ele acabou invadindo a pista contrária e bateu a Volkswagen Saveiro que conduzia contra um Hyundai Creta.

Mortes em crimes

O feriadão também foi violento com três homicídios e dois feminicídios. Na sexta-feira (10), Vicência dos Santos, de 46 anos, foi assassinada a facadas em Ponta Porã. Ela havia acabado de conhecer o autor em um bar. Testemunhas que passavam pelo local informaram aos policiais que teriam visto essa mulher tomando cerveja durante a noite em um bar. O autor ainda não foi encontrado.

Em Nioaque, Mayara Almodin Aran Florenciano, de 29 anos, foi morta a tiros na madrugada de domingo (11). Diego de Souza Mendonça, de 26 anos, se entregou na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados nesta segunda-feira (12). 

O crime aconteceu na madrugada de ontem, na Rua Retirada da Laguna, no Bairro São Miguel, em Nioaque. A vítima voltava de uma festa de Carnaval. Ela estava de carona, no carro de um casal de amigos, quando um veículo parou ao lado deles.

Na noite de segunda-feira (12), um homem ainda não identificado morreu após invadir uma residência em Ponta Porã. Ele teria feito ameaças ao morador, um homem de 55 anos. Segundo a Polícia Militar, a equipe foi acionada para ir até a casa e conversou com o genro do morador. Ele contou que, por volta das 22 horas, o sogro foi até a casa da filha pedindo socorro e contou sobre o ocorrido.

Em Corumbá, no domingo (11), um homem morreu em confronto com a polícia após espancar a esposa. As imagens teriam sido feitas por familiares da mulher, para pedir socorro às autoridades.

Já na noite desta terça-feira (13), em Batayporã, um homem, ainda não identificado, foi assassinado a facadas, por uma dupla procurada pela polícia. A vítima tentou fugir, mas acabou caindo em frente a uma casa, morrendo no local antes da chegada do socorro. Após o assassinato, os suspeitos fugiram.

De acordo com populares, um dos suspeitos estaria envolvido em uma briga anterior, onde foi ferido com um golpe de facão, e havia supostamente prometido vingança.

Fale com a Redação