Foto: Chico Ribeiro

O acidente de trânsito sempre traz transtorno para os envolvidos, já que ninguém espera ou se prepara para o ocorrido. Essas situações acarretam sempre em atrasos em compromissos ou mudanças na rotina, nem sempre agradáveis. Para facilitar a vida do cidadão envolvido em acidentes, Mato Grosso do Sul conta com o Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito (BOAT) online, disponível apenas para acidentes sem vítimas.

Dados do Batalhão de Polícia Militar de Trânsito (BPTran) revelam que, desde 2019, ano em que o sistema foi implantado, a população tem buscado cada vez mais o serviço. No último dia de ano, por exemplo, das 264 ocorrências de trânsito registradas entre os dias 20 a 31 de dezembro, 91 foram feitas pela internet, o que representa 34,4% das ocorrências.

Fim de ano teve 34,4% dos acidentes de trânsito registrados on line
O comandante do BPMTran, tenente-coronel Klimpel – Foto: Edemir Rodrigues

“A população já está sabendo como se deve comportar quando houver sinistro de ‘pequena monta’. A sociedade já pode fazer o boletim, da sua residência ou local de trabalho, sem a necessidade da presença da Polícia Militar, in loco. A PM, hoje, em atendimento de sinistros está indo apenas quando existem vítimas”, pontuou o comandante do BPMTran, tenente-coronel Wellington Klimpel do Nascimento.

Apesar da boa adesão, muita gente ainda não sabe que o serviço existe, ou não sabe como buscá-lo e é sempre bom estar ciente de quando, onde e como confeccionar um boletim de ocorrências de acidente de trânsito pela internet, sem afetar os compromissos do dia-a-dia.

Para iniciar é importante destacar, novamente, que essa ferramenta está disponível apenas para acidentes de trânsito, sem vítimas. Qualquer um dos envolvidos deve acessar o site da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (https://www.pm.ms.gov.br/) pelo navegador do computador. O serviço não está disponível pelo celular. Na home page do site da PM, selecione a opção Boletim On-line de Trânsito.

Cadastro no BOAT

Após clicar em “Boletim On-line de Trânsito”, o internauta será direcionado à página do BOAT. Uma tela de recomendações será aberta, é necessário ler com atenção antes de clicar em “Fechar”. Antes de fazer o registro é necessário se cadastrar no sistema, clicando no botão “Entrar”, no canto superior da tela e, posteriormente, em “Não Tenho Cadastro”. Durante o preenchimento, atente-se para os preenchimentos automáticos e siga com atenção. Após preencher os campos, selecione a frase em azul no rodapé da página e, depois, em “Confirmar Leitura”. Depois desses procedimentos, finalize o cadastro e o sistema irá emitir um alerta de “Cadastro Efetuado Com Sucesso”.

Fim de ano teve 34,4% dos acidentes de trânsito registrados on line

O registro

Com o cadastro efetuado, o usuário será reencaminhado à página inicial, e poderá acessar o BOAT com CPF e Senha para a confecção do boletim. Já no sistema, clique na opção “Registrar Acidente de Trânsito”, em destaque. O internauta será direcionado à outra página, leia com atenção os itens e selecione os campos informados. Depois vem a hora de confirmar se o acidente ocorreu em Campo Grande, selecionado a opção “Perímetro Urbano”.

Depois disso, será oferecido contatos para esclarecimento de dúvidas referentes ao registro, clique em “OK” e continue. Em outra aba, será confirmado se o fato se trata de acidente sem vítimas, clique em “Não” e prossiga. O sistema irá perguntar para quem está sendo realizado o registro. É hora de confirmar seus dados que aparecerão na página seguinte, clique em prosseguir, existe também a opção de atualizar dados.

O acidente

Essa é a parte de detalhar o acidente. É importante atenta-se para não preencher o campo CEP. Abaixo, coloque as informações do acidente que julgar necessário. Caso não tenha o número da placa do outro veículo envolvido, escreva o motivo. Na página posterior, mantenha sem preencher a parte do CEP e preencha os dados de todos os veículos e condutores que possui, se o condutor fugiu, escola a opção “Sim”, para “Evadido”. Depois de adicionar os veículos, você será direcionado a outra página onde deve informar se algum imóvel foi danificado. O próximo passo é preencher os dados de testemunha e, por fim, o anexo de imagens. Insira até quatro fotos em boa qualidade e enquadramento, e não é permitido o envio de vídeos.

Ao final, será fornecido um resumo da ocorrência, leia com atenção antes de confirmar. O sistema fornecerá um número de protocolo, anote. O boletim será encaminhado para o seu e-mail e a equipe entrará em contato em até dois dias.

Fonte: Subcom Gov MS

Comentários