(Foto: Reuters/Sergio Perez)

Avaliação é do presidente das Ilhas Canárias, Angel Víctor Torres

Não há um fim imediato à vista para a erupção vulcânica que tem causado o caos na ilha espanhola de La Palma desde que começou há cerca de um mês, disse o presidente das Ilhas Canárias, Angel Víctor Torres, neste domingo.Fim de erupção de vulcão em ilha La Palma não está próximoFim de erupção de vulcão em ilha La Palma não está próximo

A ilha registrou 42 movimentos sísmicos este domingo, o maior dos quais mediu 4,3, de acordo com o Instituto Geográfico Nacional Espanhol.

“Não há sinais de que o fim da erupção seja iminente”, disse Torres em uma conferência do Partido Socialista, em Valência, citando a avaliação de cientistas.

Rios de lava devastaram mais de 742 hectares de terra e destruíram quase 2 mil construções em La Palma desde que o vulcão entrou em erupção em 19 de setembro.

Cerca de 7 mil pessoas foram retiradas de suas casas na ilha, que tem cerca de 83 mil habitantes e faz parte do arquipélago das Ilhas Canárias, no noroeste da África.

Fonte: Reuters

Comentários