O segundo repasse da Campanha Viver Fraternidade vai beneficiar mais de 400 famílias em situação de vulnerabilidade

01/06/2020 12h15
Por: ASCOM

A Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) alcançou, em um mês, mais de R$1,4mi em doações para ser repassado a 53 instituições do Brasil e 39 centros de acolhimento da África, o equivalente a 35 mil cestas básicas A quantia é o resultado, até o momento, da Campanha Viver Fraternidade, lançada no dia 17 de abril de 2020, durante o primeiro dia do IV Encontro Fraternidade sem Fronteiras.

 Todo o valor arrecadado é revertido em cestas básicas. Em todos os estados brasileiros há instituições cadastradas para receber o benefício e dar suporte a famílias em situação de grande vulnerabilidade, durante a crise ocasionada pelo novo coronavírus (Covid-19). 

Em Mato Grosso do Sul, as instituições beneficiadas são de Campo Grande. A Associação Anandamóyi, localizada no Jardim Noroeste, recebeu R$49mil, o suficiente para 982 cestas básicas. Os alimentos foram distribuídos para as 282 famílias das crianças matriculadas no Centro de Educação Infantil e no Serviço de acolhimento e fortalecimento de vínculos. No local, elas recebem atividades educacionais, recreativas, assistência psicológica, nutricional, fonoaudióloga, médica e odontológica. “O que recebemos é de um valor imenso. A nossa associação não teria condições de levar este alimento para as nossas crianças que estão em casa com seus pais e por isso, agradecemos a cada um que doou”, afirmou a presidente da Associação Artemiza Lima Coelho.

 As doações também foram feitas para a Clínica da Alma, coordenada pelo pastor Milton, que faz um trabalho de recuperação dos dependentes químicos em situação de rua. Para eles, a Campanha destinou R$ 42 mil, valor equivalente a 847 cestas de mantimentos. 300 pessoas fazem as refeições no local e consomem, por dia, 75 quilos de arroz e outros 10 quilos de feijão. "Nós oferecemos cinco refeições por dia e 100% da nossa alimentação vem de doações. E eu não sei como faríamos se não fossem essas doações da Fraternidade sem Fronteiras", agradeceu o pastor. Somente nesta segunda etapa, a distribuição foi de R$1mi, o suficiente para comprar 20 mil cestas básicas e ajudar mais de 5 mil famílias no Brasil. "Este montante atendeu a mais de 50% de nossa meta total de dois meses e representa alimento na mesa de famílias que não conseguem obter uma renda mínima por conta da situação de saúde pública que atravessa o mundo", comemorou Ângela Araújo, gerente de voluntariado da FSF. Ângela ainda explica que o recurso que entra é distribuído de forma igualitária e proporcional à cada instituição, conforme a quantidade de famílias que cada uma irá beneficiar. O alcance foi possível com a ação "Batida perfeita para fazer o bem", uma iniciativa entre Grupo 3 Corações, Dj Alok e FSF, intermediada pela Cross Networking. Foram vendidas 5 mil cafeteiras Lov, doadas pelo Grupo 3 Corações. "A ação é de profundo impacto, mobilizando todo o grupo de voluntários da Organização e com um resultado impressionante. Estamos imensamente felizes com a possibilidade de amparar tantas famílias nesse momento de desafio social, com a parceria com esse artista e essas empresas que têm visão e compromisso social aliado a um forte propósito", destaca o diretor de Relações Públicas da FSF, Andrei Moreira. Os próximos repasses serão entregues conforme a arrecadação da Campanha Viver Fraternidade que tem o objetivo de alcançar o total de 66 mil cestas básicas – que além de atender as 36 mil famílias brasileiras cadastradas nas instituições parceiras, irão atender também 15 mil crianças em 39 centros de acolhimentos na África, mantidos pela Organização. 

Campanha Viver Fraternidade – Para participar da campanha e conferir os projetos que serão beneficiados, basta acessar www.fraternidadesemfronteiras.org.br/viverfraternidade e fazer sua doação, escolhendo o país de destinação da cesta básica: Brasil ou África.

Divulgação

Comentários