Foto/Arquivo

Neste sábado (11), os 350 trabalhadores do frigorífico Frizelo começaram a passar pela testagem em massa para detectar o novo coronavírus (covid-19) no município de Juti. Em transmissão ao vivo da prefeitura de Juti, o superintendente de Atenção Básica da cidade, Fernando Vieira, anunciou o fechamento do frigorífico por sete dias, em decisão tomada junto ao governo estadual.

Os exames foram coletados por enfermeiros e técnicos em Enfermagem das secretarias municipais de Saúde de Juti e também de Caarapó, município separado por 38 quilômetros. A SES (Secretaria Estadual de Saúde) deu um prazo aproximado de 48 horas para analisar os testes e apresentar os resultados.

O frigorífico vai reduzir a equipe de trabalhadores de hoje até segunda-feira (13), para terminar de cumprir os compromissos comerciais já firmados.

Segundo dados da SES em Juti o vírus já infectou 82 pessoas e em Caarapó 55 foram contaminadas.

Para o prefeito de Caarapó, André Nezzi (PSDB), o número de contaminados na cidade tem relação com o frigorífico de Jutí, já que 70 pessoas trabalham lá e depois voltam ao convívio com seus familiares. “12 pessoas testarem positivo ontem, maior número que detectamos de uma só vez”, disse.

Comentários