Pecuária de corte. (Foto/Divulgação)

Gerenciar profissionalmente a bovinocultura de corte pode ser a fórmula para que produtores rurais alavanquem a produtividade da proteína. O conceito de produzir mais com menos é ensinado no curso ‘Medindo Produção de Carne’ que faz parte do portfólio do Senar Mato Grosso do Sul e é tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (5). 

A produção de carne de uma propriedade é avaliada a partir dos índices zootécnicos, incluindo dados produtivos, quantitativos e qualitativos que refletem o desempenho da atividade. “Essas informações são analisadas junto a um comparativo com as propriedades vizinhas, com a região e com os índices aplicados nacional e internacionalmente”, explica o instrutor, Osvaldo Ramalho Neto. 

A gestão, fundamental para obter resultados, deve ser feita entre técnico e produtor. Avaliar os antecedentes pelo menos dos últimos 12 meses e fazer um projeto consolidado, garantem não somente produzir mais carne por hectare, como gerar lucros na atividade”. 

A tecnologia e as mudanças para esta cadeia produtiva são abordadas na capacitação. “As mudanças foram consideráveis. Graças a genética, nutrição, manejo e o gerenciamento da propriedade que possibilita entender o tipo de solo, o perfil do animal, a capacidade de investimento, entre outros dados”. 

Serviço

O curso estará disponível a partir do dia 10 de janeiro. Com carga horária de 16 horas e limite de 15 pessoas por agenda. 

Os interessados podem procurar pelo sindicato rural do seu município e obter mais informações.

Comentários