30.8 C
Campo Grande
quinta-feira, 18 de julho, 2024
spot_img

Governo investirá mais de R$ 194 milhões na recuperação total da MS-436 que liga Camapuã e Figueirão

O Governo de Mato Grosso do Sul está empenhado em restaurar completamente a estrada MS-436, que conecta os municípios de Camapuã e Figueirão. Com um investimento total de mais de R$ 194 milhões, o projeto visa recuperar mais de 111 quilômetros da pavimentação asfáltica ao longo dessa via crucial para a região Norte do Estado.

Essa iniciativa é parte de um esforço contínuo da administração estadual para recuperar estradas cruciais para o escoamento da produção em diversas regiões do estado. O governador Eduardo Riedel deu o aval para a Seilog (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística) iniciar os trabalhos de recuperação, que já estão em andamento.

O aviso de licitação para o primeiro lote, abrangendo 61,60 quilômetros da estrada, desde Camapuã até a Pontinha do Cocho, foi publicado no Diário Oficial em 17 de abril de 2024. Com um investimento estimado em cerca de R$ 123 milhões, a abertura da licitação está prevista para o dia 21 de maio.

Já o segundo lote, com 49,6 quilômetros, que vai da Pontinha do Cocho até Figueirão, teve seu projeto finalizado pela Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) e agora segue para adequação à nova Lei nº 14.133/2021, que rege os processos de Licitações e Contratos. Neste trecho, serão investidos pouco mais de R$ 71 milhões.

O secretário de Infraestrutura, Helio Peluffo, destacou a importância desse projeto robusto para o estado. “É, sem dúvida, o maior contrato de restauração que temos atualmente em Mato Grosso do Sul”, afirmou. Ele ressaltou ainda que o investimento na recuperação da MS-436 equivale à construção de 40 quilômetros de uma estrada nova, demonstrando o compromisso do governador Eduardo Riedel em melhorar as estradas já existentes.

No final do ano passado, ao assinar a autorização para licitar a obra, o governador destacou a necessidade urgente de recuperar totalmente a rodovia, que se encontra em péssimas condições, com asfalto deteriorado e cheio de buracos. Desde então a Seilog vem desenvolvendo o projeto e dando seguimento às etapas que irão compor a restauração.

“Uma obra extremamente importante para esta região Norte, para os produtores, para o ir e vir das pessoas e para o desenvolvimento do nosso estado”, enfatizou.

Com a recuperação da MS-436, o governo visa economizar recursos que seriam destinados à manutenção constante do trecho, bem como às obras de tapa-buraco recorrentes. Desde janeiro de 2023 até abril de 2024, cerca de R$ 5 milhões já foram investidos em reparos e melhorias na estrada.

Com 17 regionais, a Agesul realiza trabalhos de manutenção constantemente, com equipes atuando inclusive nos fins de semana, para garantir a qualidade das rodovias e concluir a manutenção em estradas desgastadas, como é o caso da MS-436.

A rodovia, que foi pavimentada e entregue à população em 2013, nunca passou por uma restauração completa desde então. Na época, foram investidos R$ 142,5 milhões para pavimentar 106 quilômetros do trajeto que liga Camapuã e Figueirão.

Governo investirá mais de R$ 194 milhões na recuperação total da MS-436 que liga Camapuã e Figueirão
Governo investirá mais de R$ 194 milhões na recuperação total da MS-436 que liga Camapuã e Figueirão
Governo investirá mais de R$ 194 milhões na recuperação total da MS-436 que liga Camapuã e Figueirão
Fale com a Redação