15/05/2020 09h30
Da redação

Na plateia, faltam os risos, a alegria e os aplausos das crianças, mas no palco, os cinco integrantes do grupo “Arte Deac”, da Rede Municipal de Ensino (Reme), garantem o mesmo entusiasmo, vestindo o figurino colorido e entoando as canções que compõem o repertório de histórias que o grupo apresenta desde 2018, quando foi criado.

Com a suspensão das aulas devido à pandemia ocasionada pela Covid-19, as apresentações nas unidades da Reme foram canceladas, mas para não deixar as crianças sem as contações de histórias que viraram tradição, o grupo, formado pelos professores, Adriana Barros, Gisele Martins, Leonn Gondin, Michelly Dominiq e Rafael Bendô, teve a ideia de gravar uma série de quatro contos e postar nas redes sociais do grupo e da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A primeira história é a “A Ilha dos Sentimentos”, adaptação livre da obra do escritor Reinilson Câmara, interpretada pela professora Adriana Portugal e já pode ser conferida no canal do Youtube do grupo. Nas próximas semanas será a vez da dança e interpretação de Gisele Martins de “Ciranda da Bailarina”, composição de Edu Lobo e Chico Buarque, “Bom dia Todas as Cores” de Ruth Rocha na interpretação de Leonn Gondim, “A História do Pirata” composição e interpretação de Rafael Bendô e finalizando com a história de Ruben Alves “A Menina e o Pássaro Encantado” com a interpretação de Michelly Dominiq e Rafael Bendô com músicas autoriais e participação especial da música “Bem-te-vi” composição musicada de Márcio de Camilo para a poesia de Manoel de Barros.

Além destas histórias inéditas, o grupo irá disponibilizar o repertório de espetáculos apresentado nas escolas e EMEIs da Reme em 2018 e 2019.

A importância de manter os alunos em casa com uma atividade que une o lúdico e o pedagógico foi o que motivou o grupo a criar o projeto de contação de histórias online, segundo o chefe da Deac, Marcos Antônio Lopes. “Estamos vivendo um momento diferenciado e precisamos utilizar todos os recursos tecnológicos para garantir que as crianças continuem próximas da rotina escolar. Estamos trabalhando para que elas não percam o contato com a literatura e as artes”, destacou Marcos.

Os videos foram gravados no auditório do Espaço de Formação da Semed e outras ideias já estão sendo estudadas pelo grupo para garantir que a literatura continue fazendo parte da vida das crianças, mesmo fora da sala de aula. “O objetivo da gestão é fazer com que elas sintam a escola dentro de casa”, pontuou Marcos.

A professora Michelly Dominiq frisou que as histórias escolhidas ensinam conceitos e valores humanos de forma muito genuína. “Por meio das histórias podemos falar de amor, de cuidado, de esperança, de solidariedade, temas que antes já eram importantes e hoje se fazem ainda mais necessários. Nesta época de pandemia e de isolamento, é urgente e necessário manter vivos a esperança e o amor”, pontuou.

Trajetória

O Grupo Arte Deac (Divisão de Esporte, Arte e Cultura) nasceu com o objetivo de despertar nos alunos e professores, o interesse de ler e contar histórias, desenvolvendo o gosto pela leitura e pela criação literária.

Para o público, a proposta é levar as cinco linguagens da arte: teatro, dança, música, artes visuais e literatura em espetáculos que reúnem um compêndio de histórias populares e do folclore brasileiro. Segundo a professora Michelly Dominiq, a contação de histórias favorece de maneira significativa a prática docente na Educação Infantil e no Ensino Fundamental ao mesmo tempo em que promove a aprendizagem dos alunos, que ocorre em meio ao contexto imaginário que as narrativas criam, desenvolvendo as linguagens oral, escrita e visual.

O trabalho contínuo de pesquisas do grupo busca incentivar o prazer pela leitura, trabalhando o senso crítico, as brincadeiras de faz-de-conta, os valores e conceitos, propiciando o envolvimento social e afetivo, contribuindo para a formação da personalidade da criança, explorando sua cultura e diversidade.

O grupo já soma 105 apresentações, contemplando um público de 25 mil espectadores. Além das escolas da Reme, cidades do interior do Estado também já tiveram a oportunidade de prestigiar a arte de contar história dos professores, com textos que levam o público a refletir sobre temas diversos, sempre divulgando a cultural de Mato Grosso do Sul.

O trabalho do grupo pode ser conferido pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=kssm3Ir9Dn0&feature=youtu.be&fbclid=IwAR0rOOKG7cLd9XzM3HYOKGdkiKyy7iiSBuJRhCad_4DzqqzEUksxBJx_8qI

Divulgação

Comentários