Divulgação/DEPCA MS

A mãe de uma adolescente de 15 anos denunciou um vizinho, homem de 52 anos, que tentou explorar sexualmente sua filha por proveito individual e até após prostituir a menina. O caso aconteceu em Campo Grande, onde após registro policial, a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) prendeu no sábado (1°), o homem, que é um serrador (profissional que serra madeira/constrói moveis). Ele, segundo a garota e sua mãe, por duas vezes, ofereceu dinheiro para manter relações sexuais com a menor de idade.

Conforme registro do B.O (Boletim de Ocorrência), a inicial do caso denunciado à polícia pela mãe da vítima, ocorreu quando a filha estava em casa ou na frente da mesma, com o irmão de 10 anos. “Por volta das 9h30, ela foi abordada pelo autor no momento em que fechava o registro de água na frente da residência”, descreve B.O.

De acordo com a mãe, o homem teria pego a garota pela mão, mostrou uma nota de R$ 100 e fez a proposta. “Eu vou te dar esse dinheiro se você ficar comigo”, disse. Com medo, a garota jogou a cédula no chão e contou sobre o episódio para a família.

A mãe decidiu chamar a polícia porque há cerca de um mês, o autor teria feito a mesma proposta para a menor de idade, ocasião em que foi advertido pelos familiares da menina. Assim, a equipe da PM foi acionada e prendeu o suspeito em casa. Com ele foram encontrados R$ 950.

Deam passou para Depca

O caso foi incialmente registrado na Deam, porque familiares avaliaram ser crime contra a Mulher. Contudo, por ser uma menor de idade, o fato será investigado pela DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

O suspeito, que é vizinho da vítima, vai responder por submeter a menor de idade à prostituição e exploração sexual.

Comentários