Inscrições serão apenas pela internet e salário previsto é de R$ 6.997,45

As inscrições para o processo seletivo para contratação de até 30 pesquisadores visitantes recém-doutores brasileiros e estrangeiros da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul começa nesta segunda-feira (10) e segue até o dia 28 de fevereiro. Neste ano, a Universidade vai investir R$ 5 milhões, segundo Edital.

“O edital busca incentivar a inserção de recursos humanos qualificados em áreas estratégicas e prioritárias da Universidade para o desenvolvimento especialmente do ensino e pesquisa científica dos programas de pós-graduação e, consequentemente, aumentar os conceitos dos cursos avaliados pela Capes”, ressalta o pró-reitor substituto de Pesquisa e Pós-graduação Gelson dos Santos Difante.

As inscrições para o processo seletivo devem ser feitas pelo próprio candidato a pesquisador visitante no Sigproj. O contrato será por tempo determinado e a retribuição equivale à de professores adjuntos A nível I, ou seja, R$ 6.997,45 com jornada de 40 horas semanais. “A contratação dos recém-doutores vai fortalecer o ensino de graduação e pós-graduação, já que eles atuarão nos dois níveis de ensino”, acrescenta Gelson.

Para participar são necessários requisitos como:

  • ter terminado o doutorado há no mínimo dois anos e no máximo dez anos (contados até a data da submissão da proposta);
  • ser docente ou pesquisador de reconhecida competência em sua área;
  • possuir currículo cadastrado na Plataforma Lattes, se brasileiro, e, caso seja estrangeiro, currículo equivalente;
  • produção científica regular nos últimos cinco anos;
  • possuir ORCiD; não ter exercido atividades de pesquisador visitante nos últimos 24 meses;
  • não ser servidor público da administração direta ou indireta (federal, estadual, municipal) , bem como de subsidiárias e controladas; e
  • não ter sido condenado por crimes ou penalidade disciplinar de demissão ou destituição de cargo ou função pública.

O pesquisador visitante deve também propor um plano de trabalho contendo:

  • descrição dos objetivos vinculados ao projeto de pesquisa do supervisor e alinhados às áreas prioritárias de fomento na UFMS e Fundect;
  • ministrar presencial ou remotamente, pelo menos, uma disciplina por ano em cursos de graduação da Universidade;
  • indicar o pesquisador supervisor do projeto, colaborar com a execução de um projeto de pesquisa coordenado e desenvolvido pelo supervisor (cadastrado e vigente no Sigproj da UFMS);
  • ter pelo menos um artigo Qualis A4 aceito ou superior por ano aceito durante a vigência do contrato; e
  • estar à disposição do supervisor e das unidades.

“Também pretendemos, com isso, atrair novos pesquisadores para Mato Grosso do Sul, a fim de ampliar a atuação nos grupos de pesquisa e pós-graduação na UFMS, buscando estimular também parcerias com instituições e empresas nacionais e internacionais, além de fortalecer os projetos de internacionalização da Universidade, promovendo a interação entre a UFMS e os outros setores da sociedade”, fala o pró-reitor substituto.

As atividades de pesquisa contarão com financiamento da Fundação de Apoio ao Ensino, Ciência e Tecnologia (Fundect), vinculada à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) do governo de Mato Grosso do Sul. O valor é de até R$ 20 mil. A Fundect destinará um valor anual de até R$ 600 mil para financiamento dos planos.

O contrato terá início em maio, com vigência de 12 meses podendo ser renovado por até 24 meses para pesquisadores visitantes brasileiros e 48 meses para estrangeiros. As informações detalhadas do processo seletivo podem ser conferidas no edital. O e-mail para envio de esclarecimentos e dúvidas é [email protected].

Comentários