Sede do Sebrae em Campo Grande. Divulgação

Objetivo do programa é transformar conhecimento gerado nas universidades brasileiras em negócios inovadores

A chance para pesquisadores transformarem os estudos em negócios foi estendida: o Catalisa ICT ampliou o prazo das inscrições até o dia 21 de fevereiro. O programa, articulado pelo Sebrae, vai fomentar a criação de negócios inovadores a partir do conhecimento gerado nas universidades brasileiras.

O Catalisa ICT foi estruturado em uma jornada de aproximadamente três anos, dividida em quatro etapas para apoiar os pesquisadores desde a preparação até a criação de empresas de base tecnológica, de modo que eles consigam ter sucesso e escalabilidade. Além de gerar novos negócios, a iniciativa pretende contribuir para a transferência de tecnologia para os pequenos negócios.

Podem participar da seleção mestres ou doutores titulados com diplomas reconhecidos no país ou mestrandos e doutorandos em instituições brasileiras. Ao todo, na primeira chamada pública, o Sebrae selecionará 1.000 pesquisas com potencial de inovação em âmbito nacional.

Entre os critérios de seleção, destacam-se o potencial de impacto econômico da pesquisa e sua relevância dentro do mercado; o grau de inovação, ineditismo e abrangência; o potencial de impacto socioambiental e contribuição para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Mais informações

Saiba mais sobre a seleção em www.sebrae.com.br/catalisaict. Na página, os inscritos são direcionados para a plataforma Worldlabs, onde foi criada uma comunidade do Catalisa ICT, que oferece um ambiente online de conexão e networking entre os participantes.  

Por: Natália Moraes

Comentários