Divulgação

A partir de amanhã, 201 agências terão perícias agendadas

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informaram hoje (23) que 421 peritos médicos federais compareceram aos seus postos de trabalho nas agências da Previdência e realizaram, até as 16h, 3.796 perícias presenciais. Outros 342 peritos deveriam ter retornado ao trabalho nesta quarta-feira mas não voltaram.INSS informa que 421 peritos compareceram ao trabalho hojeINSS informa que 421 peritos compareceram ao trabalho hoje

Esses atendimentos ocorreram em 135 agências com perícia médica, das 204 que estavam com agenda para hoje. Segundo o INSS, 77% dos peritos em unidades com atendimento trabalharam nesta quarta-feira.

Embora o INSS tenha determinado o corte de ponto dos médicos peritos que não comparecerem ao trabalho, a Justiça Federal no Distrito Federal (JFDF) suspendeu hoje o trabalho presencial da categoria nas agências que adotaram padrões menos rígidos de prevenção de contágio. O juiz Marcio de França Moreira, da 8ª Vara Federal de Brasília, também suspendeu o corte de ponto dos que não atenderam à convocação.

Agências do INSS foram reabertas para atendimento presencial no último dia 14, após terem ficado fechadas por cerca de seis meses devido à pandemia do novo coronavírus. Entretanto, os médicos peritos decidiram não retomar as atividades por considerar que não havia segurança para o trabalho para evitar a disseminação do novo coronavírus. Todas as perícias médicas agendadas foram suspensas até a adequação das agências.

Na semana passada, o INSS fez inspeções em agências de atendimento. Inicialmente, das 169 agências com serviço de perícia médica, 111 foram consideradas aptas a atender o público. O órgão concluiu que as salas de perícia liberadas para atendimento cumprem os protocolos sanitários estabelecidos pelo Ministério da Saúde, a fim de garantir a segurança de servidores e cidadãos com relação à pandemia de covid-19.

Comentários