Divulgação

Nesta terça-feira (11) comemoramos o Dia do Estudante e, geralmente, quando falamos desta data comemorativa, o pensamento já é remetido aos alunos da educação básica, que compreende a educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.

Em Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado modificou esse consenso ao possibilitar que 40 servidores públicos estaduais retomassem os estudos com a oferta da primeira pós-graduação realizada pela Fundação Escola de Governo de MS (Escolagov).

O servidor e estudante Plínio Antonio de Souza, que atua como técnico fazendário na Secretaria de Fazenda, conta que não pensava mais em estudar, mas aceitou o desafio por ser um dos servidores de seu setor a não possuir pós-graduação e para que a capacitação contribuísse com o seu desempenho no órgão.

“Com certeza a pós-graduação já está contribuindo para a melhoria da visão do que é gestão estratégica de pessoas e possibilitará para a formação de lideranças, que terá condições de mostrar o melhor caminho a ser seguido pela equipe, promover a negociação saudável, ao aplicar os recursos das técnicas de negociação e garantir o trabalho de qualidade com menos recursos financeiros”, destacou Plínio.

Integrantes de pós-graduação inédita, servidores também podem comemorar o dia do estudante
Foto: Rafaella Russi de Lacerda

A sua colega de classe Ludmila Santos Russi de Lacerda, procuradora do Estado e diretora da Escola Superior da Advocacia Pública da PGE-MS, ainda discorreu sobre a importância da capacitação constante dos servidores.

“O destinatário final do serviço público é a comunidade local, atualizar-se nas áreas de atribuição do cargo ocupado faz parte do processo do bom desempenho do serviço público ofertado. Quanto mais capacitado, melhor o serviço que desempenho e quem se beneficia desse serviço é, em última medida, a comunidade”, avaliou.

Além do desafio de retomar os estudos com uma especialização de 18 meses de duração, os estudantes ainda foram surpreendidos com a pandemia de coronavírus e precisaram passar por outro processo de adaptação: a substituição das aulas presenciais pelo formato on-line.

Para que as aulas não fossem interrompidas, no mês de junho, a Escolagov publicou portaria oficializando a utilização do ensino remoto com o uso da tecnologia e plataformas que permitiriam a continuidade do curso.

Mesmo com as adversidades, os dois servidores recomendam a experiência de retomar a vida acadêmica. “É claro que é um grande desafio. É importante lembrar que vivemos em um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo. Vamos estudar”, ponderou Plínio. Ludmila ainda completou, “torço para que novas oportunidades surjam, garantindo o acesso dos servidores às novas modalidades de capacitação e aperfeiçoamento”.

Apesar da primeira pós-graduação ser voltada para a área de gestão de pessoas, os demais servidores também podem garantir o seu momento como estudante, escolhendo um dos cursos de capacitação disponibilizados pela Escolagov. Clique aqui e faça a sua matrícula.

Ana Letícia Gaúna, SAD

Comentários