Cuidados com a pele no inverno. (Foto/Reprodução)

Especialista lista principais ações na rotina de skincare

O inverno chegou e com as temperaturas em queda os cuidados com a pele do rosto e do corpo requerem mais atenção. A mudança climática provoca mudanças no organismo, deixando a pele mais sensível e exposta a ocorrência de ressecamentos e até mesmo alergias. A médica dermatologista e professora do curso de Medicina da Uniderp, Jessica Mustafá, orienta sobre os principais cuidados nesse período.

“Pele seca é mais frequente no clima frio. A água quente do banho, por exemplo, interfere na barreira lipídica da pele, que é uma proteção natural. Por outro lado, também abre os poros e em pessoas que têm pele oleosa, pode estimular ainda mais a oleosidade”, diz a médica. Segundo ela, a solução é conhecer o tipo de pele e observar sua condição no inverno.

Áreas como joelhos e cotovelos são mais afetadas e devem sempre ser hidratadas. A pele do rosto requer não apenas hidratação, mas fotoproteção. “Um produto indispensável e que muitas pessoas acreditam que não é necessário no inverno é o protetor solar. Ele deve ser usado mesmo com pouca incidência da radiação solar. Até mesmo em lugares fechados, com luz artificial, não se deve abrir mão da proteção”, alerta a médica.

Outras manifestações da pele, como dermatites e alergias, ficam mais suscetíveis nesse período. “Também em razão da água quente essas condições podem se manifestar nesse período. Sem mencionar o risco de queimaduras e de deixar a pele exposta a infecções, fungos e bactérias”, esclarece Jessica. Confira dicas da especialista para manter a saúde da pele no inverno:

– Use proteção solar: “Não é porque o tempo está mais nublado, que se deve abrir mão do filtro solar. Procure o melhor tipo para a sua pele e reaplique durante o dia, conforme recomendação do médico dermatologista”, diz. O filtro solar deve fazer parte da rotina diária de skincare.

– Evite banho muito quente: “Apenas reforçando, a água quente reduz a barreira natural de proteção. Então, evite ficar muito tempo na água quente, pois vai proteger a pele e cabelo. Também mantenha-se hidratado, tomando muita água nesse período”, alerta.

– Hidrate a pele: a dermatologista orienta que é necessário saber o tipo ideal de produto, conforme o tipo de pele, para não provocar acne. “Conforme a quantidade de oleosidade, escolhe-se o tipo ideal que pode ser o creme, o gel ou o gel-creme. Isso vai influenciar no nível de hidratação que a pele requer”, afirma. “Os lábios merecem atenção especial, pois são os que mais sofrem nesse período. Há produtos específicos para a região, incolores e com bom nível de proteção”. Na hidratação corporal, a especialista recomenda que para evitar o contato gelado do creme com o corpo, pode-se adotar óleos hidratantes para uso durante o banho ainda.

Comentários