24 C
Campo Grande
terça-feira, 25 de junho, 2024
spot_img

Janeiro Branco: Saúde mental enquanto é tempo

O Janeiro Branco é uma campanha global de conscientização sobre a Saúde Mental iniciada em 2014 no Brasil

Janeiro Branco: Saúde mental enquanto é tempo

(*) Andréa Ladislau

Falar de saúde mental parece um lugar comum. Mas não é. Possuir saúde mental tem a ver com estar em equilíbrio com a mente e o corpo.

Por isso, no mês de janeiro, temos a campanha Janeiro Branco que é um convite a refletir sobre essa cultura que, na grande maioria das vezes, é negligenciada por tabus e preconceitos que devem ser desmistificados.

A campanha tem sua importância redobrada para internalizar as sensações e compreender melhor nossos gatilhos, falhas, forças, fortalecendo nosso “eu” interior.

O comprometimento com a construção de uma vida mais saudável e feliz, deve ser uma missão de todos os seres humanos. O autoconhecimento, a serenidade e leveza dos pensamentos, além da necessidade de se colocar em prática novos hábitos de vida que estejam voltados para nossa psique. Sendo o objetivo principal gerar conscientização individual e coletiva sobre a urgência na discussão de temas voltados para a saúde mental.

Uma certeza devemos ter: sem saúde mental não existe paz, não há harmonia nas relações e nem energia para cuidar das coisas mais simples da vida. Além do mais, não há sossego para zelar por quem amamos. Visto isso, o cuidado com a saúde mental é um investimento urgente e, sem sombra de dúvidas, uma preciosa ação que promove bem-estar e equilíbrio ao ser humano.

Como seres únicos e desejantes estamos sempre em busca de sustentação e capacitação para uma vida saudável. Mas essa plenitude está muito além apenas do controle físico e orgânico, a parte emocional também requer uma atenção especial e um olhar mais afetuoso.

De forma evidente, quanto mais falamos sobre nossos sentimentos, mas conscientes ficamos de nossos vazios e das nossas forças. Afinal, quem cuida da mente, cuida da vida. Neste sentido, é de suma importância falar, pensar e agir em prol dos transtornos psíquicos que alteram nossa vida gerando desestruturação mental e emocional.

Em meio à tantas turbulências cotidianas, a campanha demonstra que devemos sim, estar comprometidos com a construção de uma vida mais feliz e saudável, para nós e para que amamos.

E quem ganha praticando novos hábitos em favor da mente? Você. Combater o adoecimento mental e promover um melhor gerenciamento das emoções, é tarefa de todos.

Se formos livres por dentro, nada nos aprisionará por fora. Mas não se engane, corpo, mente e emoções exigem o mesmo cuidado. Não só em janeiro, mas durante todo o ano. Não negligencie seu estado emocional e nem sua saúde mental. Esteja atento a todo e qualquer sinal de sofrimento psíquico.

Procure  expressar mais os sentimentos e promova seu ponto de equilíbrio e autonomia encontrando a paz interior. Afinal, como define a própria OMS – Organização Mundial de Saúde, o conceito de saúde é um completo estado de bem-estar físico, mental e social, não apenas a ausência de doenças ou demais enfermidades.

Portanto, comece hoje a desenvolver seu próprio JANEIRO BRANCO, mais não se limite apenas ao mês de Janeiro, promova e busque o melhor entendimento sobre termos como: “saúde mental”, “saúde emocional”, “sentido de vida”, “qualidade de vida” e “harmonia nas relações humanas”.

Desenvolva o poder de um relacionamento genuíno consigo e com um profissional de saúde mental para que descubra tendências naturais que o levem de encontro ao auto crescimento e desenvolvimento pessoal, para superar problemas conflitantes, traumas ou dificuldades emocionais. Afinal, a responsabilidade pela qualidade de vida e bem-estar é uma ação individual e intransferível.    

*Psicanalista

Fale com a Redação