Setembro Amarelo. (Foto/Divulgação)

O mês de setembro é um mês onde as atenções estão voltadas para cuidado e manutenção da saúde mental, e assim, nas próximas quinta e sexta-feira (24), será realizada a 2ª Jornada de Prevenção ao Suicídio da UFMS (Universidade Federal de MS), atividade que integra as ações da campanha da Instituição ‘Eu Respeito’, que neste mês promove a valorização da vida.

O evento é organizado pelas ligas acadêmicas de Psicologia da Saúde (Laps) e de Saúde Mental e Enfermagem (Lasme), em parceria com as pró-reitorias de Assuntos Estudantis e Gestão de Pessoas, com o objetivo de dar destaque e promover conscientização acerca do tema.

“Abrir espaço para o diálogo sobre a prevenção ao suicídio é muito pertinente, principalmente em tempos de isolamento social, no qual nossa atenção e cuidado para os riscos de suicídio precisam ser redrobrados, e o Setembro Amarelo alerta para a importância deste debate que estaremos promovendo aqui na UFMS, com a 2ª Jornada de Prevenção ao Suicídio”, diz a diretora de Inclusão e Integração Estudantil, Luciana Contrera.

A programação tem início na noite de quinta-feira, 23, e a mesa de abertura trará o tema “O amor comunitário como estratégia de prevenção do suicídio”, palestra ministrada pela psicóloga e professora do curso de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Ana Maria Feijó.

As atividades seguem ocorrendo por toda a sexta-feira, 24, com três mesas temáticas. A primeira mesa é voltada para os trabalhadores da saúde e da educação, e serão realizadas duas palestras:

  • “Prevenção do Suicídio no contexto escolar: a experiência do projeto ‘Valorização da Vida’ da REME Campo Grande”, com as professoras Alelis Gomes, da Superintendência de Gestão e Normas, e Cristiane Albuquerque, da Coordenadoria Psicossocial, ambas unidades ligadas à Secretaria Municipal de Educação.
  • “Violência sexual e suicídio: quais os impactos na saúde mental das vítimas?”, com o psicólogo e pesquisador Tiago Salsa, mestrando em Psicologia na UFMS e membro da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (Abep/MS).

A segunda mesa é destinada aos estudantes e serão realizadas duas palestras:

  • “O que (não) fazer quando alguém próximo fala sobre suicídio?”, com a psicóloga Suélen Arguelo, membro da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (Abeps) e psicóloga efetiva na Secretaria Municipal de Saúde em Aquidauana, onde atua como coordenadora da Rede de Atenção Psicossocial.
  • “Quando sorrir não é o bastante: o que fazer quando há risco à saúde mental?”, com a psicóloga Daniela Migliorini, especialista em Psicologia e Saúde pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Educação Permanente em Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e em Gestão de Redes de Atenção à Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Também atua no Centro de Atenção Psicossocial de Chapadão do Sul.

A terceira mesa é para professores e técnicos-administrativos da UFMS, e terá uma palestra:

  • “Como vai você? Reflexões sobre cuidado e proteção à vida!”, com a psicóloga Alessandra Laudelino Neto, mestre em Psicologia e Saúde e membro do Laboratório de Saúde Mental e Qualidade de Vida no Trabalho da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB-CNPq); e com a psicóloga e psicoterapeuta Flaviana Cavalcante Oliveira, professora convidada do curso de Suicidologia – Prevenção e Posvenção, Processos Autodestrutivos e Luto pela Universidade Municipal São Caetano do Sul (USCS) e membro da equipe de facilitadores do grupo de acolhimento aos enlutados por suicídio Grupo Transformador em Amor, promovido pelo Núcleo de Assistência Social do Instituto Sedes Sapientiæ.

As inscrições são gratuitas e abertas a todos que tiverem interesse, basta acessar even3.com.br/jornsuicidio para preencher o formulário. Todas as atividades serão realizadas remotamente, com transmissão on-line.

Fonte: Ascom UFMS

Comentários