A Prefeitura de Campo Grande deu início a distribuição de 864 kits com livros infantis para atender as famílias acompanhadas pelo Programa Criança Feliz. O material foi entregue ontem (21), pelo ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, ao secretário municipal de Assistência Social, José Mário Antunes, e à superintendente de Proteção Social Básica da SAS, Inês Mongenot, em Dourados.  

Pelo menos mil crianças, na faixa etária de 0 a 6 anos, incluindo as famílias que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC-PCD), que também são assistidas pelo Programa, estão sendo contempladas. A entrega está sendo realizada nos Cras e é feita pelas equipes de entrevistadores do Criança Feliz.

Ao todo, os kits contam com 20 livros que trazem histórias de ficção, poesia, biografia, trava-línguas, fábulas e um material de orientação para as famílias. A novidade é um livro específico para estimular o aprendizado dos bebês, contendo apenas figuras, onde a família pode criar a narrativa.

Kits de livros desenvolve e fortalece dialogo de pais e filhos pelo Programa Criança Feliz

O material integra o programa “Conta pra Mim”, projeto piloto do Governo Federal desenvolvido por meio de parceria entre os ministérios da Educação e da Cidadania. Em todo o Brasil, são apenas 27 municípios, um por Estado e mais o Distrito Federal, que estão recebendo o material. O desenvolvimento do projeto será acompanhado através de visitas semanais das equipes do Criança Feliz.

O objetivo do programa é incentivar as práticas de leitura na primeira infância e fortalecer os vínculos familiares. “É uma iniciativa muito importante porque além de estimular o gosto pela leitura e a aprendizagem das crianças, os livros também irão contribuir com a união no ambiente familiar, fortalecendo a convivência entre pais e filhos”, destacou o secretário José Mário.  

“O kit promove a literacia familiar, que significa o envolvimento da família na educação dos filhos. É a possibilidade de compartilhar momentos de afeto e aproximação. Esse aprendizado vai ajudar a criança a se tornar um estudante mais interessado na vida escolar, além de despertar sua criatividade”, pontuou Inês.

Desenvolvimento da criatividade

Moradoras do bairro Santa Luzia, região atendida pelo Cras Vila Nasser, as donas de casa Lucilena Arguelho e Janaína Silva Moreira, já receberam o kit e contam que até as crianças da família que não são atendidas pelo Programa Criança Feliz comemoraram o presente e estão aproveitando os livros.  

É o caso dos pequenos João Daniel, 4, e Davi, 6, filhos de Janaína, que estão ajudando no desenvolvimento oral do irmãozinho Samuel, de 2 anos. A dona-de-casa contou que eles brincam de criar as histórias e até a caçula da família, Hadassa, de 7 meses, já mostra interação com os irmãos quando ouve as histórias.

Kits de livros desenvolve e fortalece dialogo de pais e filhos pelo Programa Criança Feliz

“Estamos explorando os livros aos poucos. Meu marido fica em casa de manhã e sempre lê para eles. Está sendo muito bom”, ressaltou Janaína.

Na casa de Lucilena a realidade não é diferente. Desde que recebeu o kit para ler com a filha Agatha Rafaele, de 5 anos, ela tem percebido uma evolução, inclusive, na coordenação motora da filha, já que o kit também conta com um livro de atividades.

“Esses livros foram uma bênção porque ela ama estudar, mas como ainda não lê, minha sobrinha de sete anos e meu filho pegam o livro de figuras e ficam o dia todo inventando histórias”, revelou Lucilena. Ainda segundo ela, as técnicas do Programa Criança Feliz fazem visitas semanais e também estimulam as habilidades de Agatha por meio de brincadeiras e leitura do material.

Para a dona-de-casa, essa assistência é fundamental no aprendizado dos filhos, incentivando o gosto por atividades e tirando o foco do celular.

Ferramenta

O programa Criança Feliz é uma importante ferramenta de assistência que tem como objetivo acompanhar as necessidades de crianças na primeira infância, de zero a seis anos de idade e de gestantes, facilitando o acesso às políticas e serviços públicos que necessitam.

Esse acompanhamento acontece por meio de visitas semanais, para crianças de 0 a 3 anos de idade, e quinzenais para gestantes e crianças de 0 a 6 anos de idade, que sejam beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O município de Campo Grande deu início ao programa em outubro de 2017 e hoje conta com oito equipes que englobam todos os 21 Cras. De janeiro de 2018 a dezembro de 2021, o município acompanhou 2.394 crianças de 0 a 3 anos; 71 crianças de 3 a 6 anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC); e 733 gestantes, totalizando 2.294 famílias acompanhadas e 118.342 visitas realizadas. 

Fonte: Ascom PMCG

Comentários