A Prefeitura de Campo Grande abriu a concorrência pública para a construção da estrutura permanente da Cidade do Natal, obra que será custeada com recursos obtidos junto a Sudeco (Superintendência  do Desenvolvimento do Centro-Oeste).  As empresas participantes terão até o dia 24 de junho para apresentação das propostas para transformar o espaço em um complexo multiuso.

Será construída uma estrutura permanente de quiosques, com  configuração arquitetônica característica de Campo Grande, palco para shows e eventos artísticos,  instalações sanitárias, infraestrutura de drenagem, área coberta. O projeto prevê um totem de entrada que remete às características da Estação Ferroviária ; quiosques com fachadas nas características das casas da vila Ferroviária; do antigo Cine Alhambra, além de tendas gourmet.

Serão edificações de alvenaria que não precisão ser refeitas todos os anos neste período de festas natalinas e passagem do  Ano Novo. O espaço poderá ser utilizado o ano inteiro e na avaliação da Secretaria Municipal de Cultura, tem potencial para e tornar uma atração turística da cidade.  Depois de pronta a nova Cidade do Natal, será aberta licitação para a iniciativa privada explorar a estrutura, em regime de concessão, provavelmente, com algum empreendimento na área de alimentação e entretenimento.

A empresa concessionária vai pagar um aluguel,  que será dividido entre Prefeitura e o  Governo do Estado, dono da área que integra o complexo do Parque das Nações Indígenas.  Uma das cláusulas que certamente constará do contrato será a que definirá o calendário de datas quando o espaço ficará disponível para os eventos promovidos pela Prefeitura, como este do período de Natal e Ano Novo. Nos anos de Copa do Mundo,  o espaço continuará sendo o local de instalação de telões e concentração da torcida.

Comentários