Vítima morta enquanto conduzia sua motocicleta. (Foto enviada a redação)

Crime aconteceu na manhã desta terça-feira em locais diferentes, porém em horários próximos

Duas mulheres foram mortas no início da manhã desta terça-feira (4), em locais diferentes, porém em horários próximos. Uma das vítimas teria levado tiros na cabeça em frente ao Hospital Regional na cidade de Ponta Porã, fronteira com Paraguai, enquanto a outra foi atingida por disparos em um supermercado próximo ao hospital onde ocorreu o outro crime.

Conforme informações da polícia militar, as vítimas de assassinato seriam mãe e filha, a jovem Naiala Vitória Rodrigues, tinha apenas 25 anos e trabalhava no hospital e a outra, sendo está a mãe, Érica Rodrigues Salomão de 39 anos trabalhava no supermercado Sol, localizado na Rua Urumbela.

Perto do dia das mães, mãe e filha são executadas friamente em Ponta Porã
Naiala Vitória de 25 anos, morta a a tiros em Ponta Porã. (Imagem reprodução redes sociais)

A mãe estaria no momento do crime trabalhando, quando foi surpreendida por disparos feitos nas pernas para que ela não corresse, e que conforme testemunhas ainda teria suplicado pela vida, mas acabou sendo morta friamente pelo assassino que atirou na cabeça. A filha conduzia sua motocicleta, e ao parar no portão na chegada do trabalho, foi executada também com tiros na cabeça, vindo a óbito de imediato.

Conforme detalhes informados pela polícia, testemunhas afirmaram que o criminoso estaria de porte de um revólver e teria fugido em um veículo cor preta, depois de cometer o crime no supermercado.

Ainda não se sabe qual a motivação do crime, a polícia está trabalhando para desvendar mais detalhes sobre o duplo homicídio. Porém segundo informações a jovem teria registrado boletim de ocorrência por ameaças contra o namorado recentemente, fato que levanta suspeita de crime passional.

Comentários