22.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 12 de abril, 2024
spot_img

Mais de 1 milhão já foram investidos em projetos de pesquisadoras da UFMS

Até 30 de abril, servidoras da UFMS podem solicitar auxílio financeiro para despesas de custeio em projetos de pesquisa. A iniciativa integra o programa Mulheres na Ciência de 2024. “Esta é a quinta edição do edital. Trata-se de uma ação afirmativa que visa a ampliação da participação feminina na liderança de projetos de pesquisa, alinhado, ainda, ao Programa Sou Mulher UFMS”, destaca a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação (Propp) Maria Lígia Rodrigues Macedo.

As submissões devem ser feitas no Sigproj. “É uma iniciativa importantíssima já que, mesmo que no ambiente universitário a presença feminina seja predominante (na UFMS elas perfazem 54,4% dos alunos de graduação e 62,79% dos alunos de pós-graduação), dentro da pesquisa ainda há grande desigualdade de gênero”, afirma o diretor de Pesquisa em exercício e secretário de Projetos e Redes de Pesquisa e Inovação da Propp, Luiz Leandro Gomes de Lima.

Segundo ele, dos 60 bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq atuantes na UFMS, por exemplo, apenas 18 são mulheres. “Esse edital tem exatamente esse público-alvo: pesquisadoras no topo da carreira que precisam de recursos para seus laboratórios e projetos”, completa. Leandro lembra que, desde 2020, quando foi criado o programa, já foram 230 propostas contempladas com recursos que totalizam mais de R$ 1,1 milhão em auxílios.

“Muitas pesquisadoras solicitam auxílio para participação em eventos e publicação de artigos, o que reflete diretamente no aumento da produção científica da UFMS e na divulgação dos resultados das pesquisas desenvolvidas na Universidade. O edital também cobre despesas com material de consumo ou serviços de terceiros para a manutenção de equipamentos, por exemplo, o que reflete em laboratórios que conseguem absorver as necessidades das ações de pesquisa dessas cientistas”, explica Leandro.

Em 2024, serão 300 mil reais de auxílio. “Cada pesquisadora pode solicitar até 8 mil reais para cobrir despesas com aquisição de material de consumo, serviços de terceiros (o que inclui pagamento de serviços de tradução, revisão, publicação de artigos científicos em periódicos, inscrição em eventos para apresentação de trabalho, pagamento de manutenção de equipamentos e outros), diárias e passagens. Espera-se que esse valor seja aproveitado para alavancar as ações de pesquisa e a publicação de seus resultados”, conclui.

Fale com a Redação