Foto arquivo

Um técnico de enfermagem procurou a Polícia Civil na manhã de hoje (20) após ser ameaçado de morte em seu local de trabalho na UBSF (Unidade Básica de Saúde Familiar) do Jardim Noroeste, em Campo Grande. O marido de uma servidora local, chegou com uma arma e questionou se ele teria gritado com sua esposa.

À polícia, o técnico de enfermagem relatou na última terça-feira (17) teve um desentendimento com uma funcionária da unidade, por causa da medicação de um paciente. A gerente da UBSF conversou com os envolvidos e aparentemente o caso estava resolvido.

No entanto, nesta quinta-feira (19), o técnico de enfermagem foi abordado no trabalho pelo marido da servidora que questionou se era ele havia gritado com sua esposa.

No boletim de ocorrência, o técnico afirma que disse que a colega havia feito um serviço “porco” na unidade e que o marido da mulher mostrou uma arma que estava na cintura e convidou o servidor a resolver o problema do lado de fora da unidade.

A Polícia Militar chegou a ser acionada, mas o suspeito deixou o local antes da chegada da equipe policial.

Comentários