Foto: PMCG

Dados da Agênca Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) apontam que nos primeiros cinco meses de 2022 o número de acidentes de trânsito com vítima caiu 40,75% se comparado com o mesmo período de 2019, último ano antes da pandemia. De janeiro a maio daquele ano, foram 2.100 acidentes registrados em Campo Grande, contra 1.492 do ano atual. De acordo com o órgão, a quantidade de acidentes sofreu redução de 22,16%, de 3.429 para 2.669.

O balanço foi divulgado nesta quinta-feira (23) e indica que a redução ocorre por conta da modernização do sistema semafórico, do uso da tecnologia para o controle de velocidade com a instalação de equipamentos eletrônicos de fiscalização, combinada intervenções que melhoram a mobilidade urbana. Para a comparação, a Agetran cita que não usou os dados de 2020 e 2021 por que a pandemia reduziu o número de veículos e pessoas nas ruas através das medidas de isolamento.

Na última quarta-feira (22), a Agetran instalou um equipamento misto na Rua Guia Lopes que controla a velocidade na via, avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestre e conversão irregular. Perto dali, no cruzamento com a Avenida Salgado Filho, foi registrado um acidente com morte e a causa seria o avanço de sinal. Já está na programação a instalação de um equipamento similar nesta avenida. “Com a implantação desses equipamentos as pessoas passam a respeitar a sinalização reduzindo a velocidade, não avançando o sinal vermelho, respeitando a faixa de pedestre”, explica o diretor-presidente da Agetran, Janine Bruno.

Para a Gerente de Educação para o Trânsito, Ivanise Rotta, os pedestres também precisam se colocar na posição de corresponsáveis pela própria segurança. “A faixa de pedestres foi criada como um local para que o pedestre possa fazer uma travessia com segurança”, ressalta. Ela reconhece, porém, que só a faixa não é o suficiente. “Por isso, existe a tecnologia para fiscalizar os infratores que insistem em colocar a sua necessidade acima da segurança de todos os atores do trânsito, principalmente os mais vulneráveis”.

Desde 2017, a Prefeitura já instalou 141 semáforos e só neste ano foram, 22. Houve o reordenamento com semaforização das rotatórias da Joaquim Murtinho/ Eduardo Elias Zahran. Nelly Martins/Mato Grosso e Gury Marques/Interlagos. Já estão sendo licitadas as obras de semaforização da rotatória da Avenida Três Barras/ José Airton Nogueira. O mesmo serviço será feito na rotatória da Rui Barbosa/Rachid Neder/14 de Julho.

Comentários