23/04/2020 13h53
Por: Suelen Morales

O atual ministro da Justiça, juiz Sérgio Moro, pediu nesta quinta-feira (23) sua demissão ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após o mesmo trocar o comando da Polícia Federal. Segundo as informações do Correio Braziliense e da Folha de São Paulo, Bolsonaro tenta reverter essa decisão.

O atual diretor-geral da Polícia Federal, Mauricio Valeiro, foi escolhido por Moro para o cargo, sendo de confiança do ex-juiz desde a Operação Lava Jato. Ele deve ser demitido para dar lugar a um nome que tenha maior proximidade com o presidente, Bolsonaro.

A mudança ocorre no mesmo momento em que está em andamento um inquérito, aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido do Procurador-geral da República, Augusto Aras, que mira deputados próximos ao presidente, e que são suspeitos de atuar para financiar e incentivar manifestações contra o Supremo e o Congresso.

As tentativas de trocar o diretor-geral da PF encontram resistência de Moro, de delegados e agentes e são vistas como tentativas de enfraquecer o ministro da Justiça.

Divulgação

Comentários