Os dados do boletim epidemiológico deste sábado (28), mostram que Mato Grosso do Sul quase zerou as mortes nas últimas 24 horas, apesar de estar com média geral de uma taxa de 2,5% de letalidade para Covid 19, no total que chegando a 9.336 óbitos em 17 meses. Hoje, se aponta apenas uma morte ante média de sete dias que batia 7,3 óbitos. O MS marca desde início da Pandemia 367.966 casos confirmados positivos ao coronavirus. Deste total, nas últimas 24 horas, foram +276 casos novos e uma média de sete dias em 341,1,

O Estado deve 32 municípios que apresentaram ao menos um novo caso, com a Capital na liderança absoluta com 176 casos dos 276. Os números foram extraídos das bases dos sistemas de informação oficiais, que lembram também que MS teve até hoje, 35.6% dos positivos ante os 1.032.643 (100%) de casos notificados. Assim, MS teve 662.701 ou 64,2% casos descartados, não eram Covid.

Os números de casos nas últimas 24 horas, entre os seis primeiros colocados são de Campo Grande com +176, totalizando 133.875 desde março de 2020. Já Três Lagoas +17, total de 19.862. Em terceiro, hoje, Paranaíba com +16, gerla igual 5.045. O segundo maior município de MS, Dourados, teve +11, em um total de 38.401. Em Ribas do Rio Pardo +7 (38.401), como também em Sidrolândia +7, marcando total de 5.325.

Entre o total de casos, estão hospitalizados 253 pacientes, sendo 150 em UTIs, com 131 inbternados na rede publica e 19 na particular. Já os 103 em leitos clinicos, estão 77 no público e 26 no privado. A ocupação global ou total dos leitos UTIs está entre 30 a 59% em MS, divididas nas macroregiões estaduais.

UTIs abaixo dos 60% e até sem casos covid

As macroregiões estão com UTIs assim ocupadas: Campo Grande é a maior com 59%, seguida de Dourados e Três Lagoas com 50% e bem abaixo Corumbá com os 30%.

A Cidade Branca, Corumbá, que recebeu a vacinação em massa, até tem registrado e hoje está com 0% casos em UTIs, sem casos Covid em UTI.

Comentários