(Foto: Chico Ribeiro)

O avanço de uma frente fria provocou chuvas generalizadas em Mato Grosso do Sul. Desde desta terça-feira (12) os grandes acumulados têm provocado estragos em áreas rurais e urbanas do Estado. Nas últimas 48 horas, os municípios localizados na região sul do Estado, registraram acumulados significativos, com valores acima de 100 mm. Veja abaixo quadro com dados por cidades.

Dados do Cemaden analisados pelo Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima(Cemtec), indicam que nas últimas 48 horas Itaquiraí registrou 167 mm de chuva, seguido de Ivinhema com 138,6 mm, Mundo Novo com 137.2 mm, Dourados com 111 mm e Ponta Porã com 70.2 mm. Até as 10h desta quarta-feira, o pluviômetro do Cemaden na Vila Santa Luzia, registrava 63.2 mm de chuva na Capital. 

Em Iguatemi, por exemplo, as fortes chuvas provocaram a abertura de uma cratera em um dos bueiros da MS-180, impedindo o trânsito de veículos entre os municípios de Juti e Iguatemi. Mais ao leste do Estado, Batayporã registrou um novo episódio de transbordamento da Lagoa do Sapo que fica no centro da cidade. No início deste mês, a prefeitura do município decretou estado de emergência, pois as chuvas intensas provocaram eventos de inundação de residências e prédios comerciais. 

Previsão do Cemtec, indica chuvas de intensidade moderada a localmente fortes e tempestades acompanhadas de raios e rajadas de vento, que podem atingir valores até 90 km/h, e eventual queda de granizo. O sul do Estado pode ter chuvas somente até amanhã (14). Nas demais áreas de Mato Grosso do Sul pode chover até sexta-feira (15). A partir de sábado (16) a tendência é de tempo firme e temperaturas em gradativa elevação para todo Estado. 

Municípios do sul de MS registram acumulado acima de 100 mm em 48 hs

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil está em contato com a Defesa Civil dos municípios prestando todo apoio, esclarecimentos e orientações relacionados a eventos adversos. 

Comentários