28.8 C
Campo Grande
quarta-feira, 24 de julho, 2024
spot_img

Mutirão realiza coleta mais de 160 quilos de lixo no Lago do Amor

A ação foi promovida pela campanha Eu Respeito da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) recolheu mais de 160 quilos de lixo em mutirão de limpeza do Lago do Amor na manhã deste sábado (22). Professores, estudantes e pessoas da comunidade externa participaram da ação que incentiva a conscientização sobre o descarte correto dos resíduos sólidos.

Durante o mutirão, a quantidade de lixo encontrada surpreendeu os participantes. Itens como escova de dente e embalagens de desodorante, maionese, garrafas pet e isopores foram encontrados nas margens do Lago e também dentro. Ao todo, foram coletados 168 quilos de resíduos sólidos.

Mutirão realiza coleta mais de 160 quilos de lixo no Lago do Amor

O diretor de Desenvolvimento Sustentável, Leonardo Chaves, explica que a UFMS tem monitorado a situação do Lago do Amor, promovendo pesquisas e projetos de extensão, desde 2008, sobre o assoreamento e os resíduos sólidos que são trazidos para as margens do Lago. “Os resíduos encontrados no Lago do Amor não surgem aqui, eles são trazidos dos córregos Cabaça e Bandeiras, quando ocorrem as enchentes e chuvas. Tudo isso é resultado de uma urbanização não controlada”, declara o diretor.

A professora da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia e coordenadora da atividade, Karina Righi, afirma que a ideia do mutirão surgiu em sala de aula, após os alunos debaterem sobre a problemática de resíduos sólidos descartados em locais impróprios. Ela ressalta que a Campanha Eu Respeito do mês de junho é essencial para conscientizar a sociedade sobre o papel de cada um no descarte correto de lixo. “O lixo é uma problemática urgente e a campanha vem para ensinar a população sobre o papel de cada um em separar corretamente o seu lixo”, pontua Karina.

Mutirão realiza coleta mais de 160 quilos de lixo no Lago do Amor

Para a estudante de Engenharia Ambiental da UFMS, Vitória Sarate, o mutirão de limpeza é importante para colocar em prática o que é aprendido em sala de aula e para conscientizar sobre o descarte correto do lixo. Vitória explica que a limpeza também contribui para deixar mais bonito aquele que é um dos cartões postais de Campo Grande.

Além de estudantes e professores, simpatizantes da causa ambiental também participaram da atividade, como é o caso do grupo Caiaque em Ação, que já realiza limpeza em lagos e córregos de Campo Grandes há três anos. Para Francisco Brito, um dos integrantes, a limpeza das margens desses leitos é espontânea, pois os membros são conscientes sobre a causa ambiental e se voluntariam para participar.

O estudante de Engenharia Mecatrônica da Unicesumar, Gabriel Almeida, teve interesse em participar do mutirão após ver a divulgação da iniciativa por meio de uma rede social. Para Gabriel, o cuidado é essencial para que esses locais continuem a existir para a população. “Campo Grande é uma cidade muito arborizada, com natureza, porém as pessoas não cuidam disso. Então eu vi essa oportunidade e pensei na mesma hora em ajudar, mesmo não fazendo parte da UFMS”, diz.

Fale com a Redação