30.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 19 de julho, 2024
spot_img

Noivos campeões de Jiu-Jitsu celebram casamento na capela do Hospital Regional

Um dia marcado por amor, carinho e reconhecimento. Foi assim que Rafael e Giovanna, ambos campeões mundiais de Jiu-Jitsu, celebraram sua união na capela ecumênica do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap-UFMS), filiado à Rede Ebserh.

Natural de Campo Grande, a atleta conta que a cerimônia foi uma surpresa organizada pelos colegas da academia de Jiu-Jitsu que pertence à mãe dela. A capela foi escolhida como local do casório pelos amigos dos noivos, entre eles o capelão do hospital que também é atleta de Jiu-Jitsu. 

“Eu não ia fazer casamento, eu não ia fazer nada demais. Eu ia casar só no cartório. Mas para não passar nada em branco eles fizeram uma surpresa para mim. A organização durou dois dias, mas foi muito bem organizado. Aluguei um vestido de noiva, meu marido comprou um terno. Fiquei muito feliz. Achei muito linda a capela. Foi perfeito”, disse a atleta.

Giovanna e o marido acabaram de retornar dos Estados Unidos e, após desembarcarem no Brasil, resolveram oficializar a união. “A gente compete bastante fora do país. Eu sou campeã mundial. Meu marido também é campeão mundial lá na Califórnia. Acabamos de voltar desse campeonato. A gente também é campeão em Abu Dhabi, Europa, em vários lugares. Somos atletas profissionais”, contou Giovanna. 

Noivos campeões de Jiu-Jitsu celebram casamento na capela do Hospital Regional
Foto: Divulgação

O capelão Irwing Ferreira, que conduziu a cerimônia, conhece Giovanna desde criança e é amigo da família. E cada momento único foi acompanhado pela Rafaela que nasceu no Brasil há menos de um mês. 

“Após o nascimento da filha, os dois decidiram se casar e buscavam uma bênção especial. Eles têm um grande carinho e respeito por mim, conhecem meu trabalho social no hospital e em asilos, e queriam que eu realizasse essa cerimônia,” relatou Irwing Ferreira.

Irwing Ferreira, que atua há 20 anos no Humap-UFMS, destacou a singularidade e a emoção de realizar a cerimônia de casamento na capela ecumênica do hospital.

“Foi muito gratificante e emocionante. Ver a noiva que vi nascer, reconhecer meu trabalho no hospital e se casar nesse ambiente foi uma grande honra. A presença dos atletas de Jiu-Jitsu da academia, onde também sou atleta e onde temos um projeto social, tornou o momento ainda mais especial. Foi muito emocionante”, afirmou Irwing.

O casamento de Rafael e Giovanna foi mais do que uma união de dois corações, foi uma celebração da comunidade que os cerca. A cerimônia contou com a presença de amigos, familiares e companheiros de academia, todos testemunhando o amor e a determinação que caracterizam o casal. 

A cerimônia reflete também a missão do hospital em promover não apenas a saúde física, mas também o bem-estar emocional e social da comunidade.

Fale com a Redação