POLICIAL

Adolescente diz que menina torturada deveria estar morta

"Era pra ela ta morta, mas outras mina que tava cmg não dexo", diz uma das autoras do crime

 

11/01/2019 09h03 Por: Heloisa Trindade

 
Foto: Reprodução Foto: Reprodução

Uma conversa de WhatsApp chegou a família da adolescente de 16 anos, agradedida na última segunda-feira (07) no bairro Guanandi em Campo Grande. Nos prints, uma jovem de 17 anos, afirma que "Era pra ela ta morta, mas outras mina que tava cmg não dexo".

A jovem que já prestou depoimentos a polícia e confirmou as agressões, disse não gostar da menina, por isso armou uma emboscada junto com outras duas de 17 e 18 anos. Segundo informações, a vítima havia se envolvido com o ex-namorado de uma delas e depois das agressões, fizeram a menina prometer que não se envolveria com ele mais.

O caso está sendo investigado pela Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), porém as autoras ainda não foram penalizadas.