19.8 C
Campo Grande
sábado, 20 de julho, 2024
spot_img

O trabalho na construção da dignidade humana

Dignidade da pessoa humana é um conceito filosófico e abstrato que determina o valor inerente da moralidade, espiritualidade e honra de todo o ser humano, independente da sua condição perante a circunstância dada

O trabalho na construção da dignidade humana

Rosildo Barcellos

Tenho identificado que o saldo mais visível do ponto de vista da classe que vive do trabalho foi o crescimento da pobreza, que se generalizou e aprofundou de tal forma, que as suas consequências não dizem respeito apenas aqueles a quem falta trabalho, moradia, comida, saúde e escola com real aprendizado, mas a sociedade como um todo: uma vez que existe uma estrita relação dessa, com o crescimento da violência, da insegurança e da marginalidade.

A emergência de pretensos novos paradigmas produtivos implicaram a redefinição do lugar destinado a educação, uma vez que, a partir da década de 90, diversos interesses passam a convergir. As razões desses interesses dizem respeito, particularmente, a qualificação do trabalhador, objetivando adaptar-lhes as inovações tecnológicas ou a qualificação social e técnica, como possibilidade de acesso.

Mas eu preciso dizer: qualquer projeto, que realmente queira que ofereça frutos deve ter um mínimo de planejamento, um pouco de recursos e um líder que realmente tenha os olhos voltados para seu ofício. Foi o caso do Clube de Regatas Flamengo, que abraçou dois títulos esse ano seguindo esse tripé. Particularmente em Campo Grande, a fundação social do trabalho tem sido eficiente, principalmente pela história de seu gestor imediato.

Por assim dizer, o crescimento econômico com distribuição de renda gera um círculo virtuoso, reduz a pobreza, propicia forte expansão do mercado consumidor, amplia oportunidades profissionais, valoriza o espaço local e fortalece a cidadania, mas o gestor destes locais que abraçam o trabalhador carcomido pelas mazelas do sistema, precisa saber a pressão que o sistema nos oferece e Ademar Vieira Junior é uma dessas pessoas, que sabe sim, diferenciar o joio do trigo e tem colocado essa visão na sua vida, apoiando com veemência os projetos sociais do “Instituto Alecrim’.

Ele nascido no distrito de Culturama, nas proximidades de Fátima do Sul, aqui no estado, veio para Campo Grande acompanhando a mãe. Eram dez irmãos e ele o caçula. O pai foi tentar a vida no garimpo de Serra Pelada, informando que iria voltar em quarenta dias e nunca mais voltou. A mãe começou a trabalhar na viação MOTTA na limpeza dos ônibus. Ele após diversas outras atividades, somente na quarta tentativa de cargo eletivo conseguiu êxito, mais tarde chegando a subsecretaria de Direitos Humanos Municipal.

E continuou batalhando até por em prática o Instituto Social Alecrim, que tem sede a rua Mansour Contar 440 Jardim Los Angeles, na Capital do Estado. O ISA está dividido em três vertentes: Ambulância, visita solidária e escolinha de futebol. E tem feito a diferença em centenas de pessoas. Mormente, a frase “O Trabalho na Construção da Dignidade Humana”, não foi apenas tema de Redação do ENEM, é um fato real e a se considerar tanto pelo executivo, como pelo legislativo em prol da sociedade como um todo.

Ademar, por derradeiro. simplifica sua vida dizendo ” Cresci vendo minha mãe superar cada obstáculo que a vida colocava nela, passou por momentos tão difíceis que as vezes ia dormir se sentindo exausta e com lágrimas nos olhos, mas mesmo assim levantava todas as manhãs com energia e ânimo, para dar amor incondicional e colocar comida na mesa. Sou alguém forte porque fui criado por alguém mais forte do que eu!

*Articulista

Fale com a Redação