Atleta veterana Jaqueline Mourão. (Foto: Christian Dawes/COB)

Competição está prevista para ter início no dia três de fevereiro

Sem nunca terem conquistado um pódio nas Olimpíadas de Inverno, os 11 brasileiros convocados embarcam para Pequim na China com sede de vitória. Os jogos estão programados para iniciarem no dia quatro de fevereiro e encerramento no dia 20 do mesmo mês. Os atletas do Brasil competirão em cinco modalidades diferentes, sendo estas, esqui cross country, esqui estilo livre, esqui alpino, skeleton e bobsled

Dentre os participantes desta edição a equipe de atletas conta com a já experiente, Jaqueline Mourão. Mineira de 46 anos, ela emplaca sua oitava participação em Jogos Olímpicos, sendo seis de inverno e dois de verão (competiu no ciclismo mountain bike em Atenas 2004 e Pequim 2008, curiosamente aonde volta a competir agora). Ela é um dos três nomes do esqui cross country, junto a Bruna Moura e Manex Silva. Mourão é a atleta brasileira com mais participações em Jogos Olímpicos.

Outro que retorna a Pequim depois de catorze anos – e com outro clima – é Jefferson Sabino. Em 2008, ele defendeu o Brasil no salto triplo. Agora, é um dos cinco integrantes do time brasileiro de bobsled, que também conta com Erick Vianna, Edson Martins, Rafael Souza e Edson Bindilatti. Este último vai à quinta Olimpíada de inverno da carreira. Ele declarou que esta será a derradeira.

Outros nomes da delegação são: Nicole Silveira, do skeleton, Michel Macedo, do esqui alpino e Sabrina Cass, do esqui estilo livre. Cass, de 19 anos, nasceu, cresceu e vive nos Estados Unidos, mas tem mãe brasileira. Competiu pela bandeira norte-americana por muito tempo – foi até campeã mundial juvenil em 2019 – mas passou a defender o Brasil no fim de 2021.

Segundo o cronograma do Comitê Olímpico do Brasil (COB), a partir do dia 20 integrantes da equipe operacional começam a viajar para a China, para fazer os preparativos nas duas vilas olímpicas que receberão atletas do país, em Yanqing (onde ficarão o bobsled, esqui alpino e skeleton) e Zhangjiakou (casa do esqui cross country e esqui estilo livre). A terceira vila, em Pequim, não terá nenhum atleta do Brasil. Ainda de acordo com o COB, a previsão é que os primeiros atletas brasileiros cheguem a partir do dia 27 e a delegação esteja completa no dia 29.

Apesar de ter marcado presença nas últimas oito edições dos Jogos Olímpicos de Inverno, desde 1992, o Brasil nunca subiu ao pódio. A maior delegação que o país já levou à competição foi em Sochi, na Rússia, em 2014, quando contou com 13 atletas.

 

Comentários