Aeronave abatida. (Foto: PF/Divulgação)

Avião foi abatido pela FAB (Força Aérea Brasileira) carregado com uma carga de 296,25 quilos de cocaína, avaliada em mais de R$ 7 milhões. A aeronave precisou fazer um pouso forçado após ser atingido por um tiro de um caça, na região de fronteira entre o Brasil e Bolívia. A operação contou com a participação da PF (Polícia Federal), da Polícia Militar (PM) de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além da FAB.

Conforme informações da PF, o avião de modelo Cessna 182P, avaliado em cerca de R$1 milhão, foi identificado através de radares no espaço aéreo brasileiro na região de fronteira com a Bolívia. A equipe realizou contato, pois a aeronave não havia plano de voo, diante da ausência de resposta ordenaram a realização de pouso no aeródromo.

Ignorados novamente, a FAB disparou um tiro de aviso. Ainda sem respostas, os militares atacaram o avião, que acabou sendo danificada pelo tiro, obrigando o piloto a pousar. A ação ocorreu no norte do estado do Mato Grosso na noite do dia da Independência do Brasil, 7 de setembro. Os suspeitos conseguiram fugir abandonando o local antes da chegada da polícia.

A carga aprendida que totalizou em 296,25 quilos, avaliada conforme o Grupo Especial de Fronteira, que integra as forças de segurança que atuam no Mato Grosso, somam aproximadamente R$7,4 milhões. A aeronave e a carga foram levadas para a PF de Cuiabá (MT)

Já na tarde de ontem, quarta-feira (8), um suspeito de envolvimento no caso, foi localizado em Campo Novo do Parecis, próximo à fronteira com a Bolívia pela polícia militar. Na ocasião ele estaria com a mesma substância encontrada na aeronave.

Comentários