Sulino Henrique Marques, de 56 anos, e o filho dele Adison Aparecido Rodrigues Marques, de 17 anos, foram executados na noite de ontem (10), em frente na porta de casa, no Nova Itamarati, distrito de Ponta Porã, região de fronteira com o Paraguai. O autor estava em uma motocicleta.

O criminoso teria chegado na casa da família em uma propriedade rural nas proximidades do trevo que dá acesso à cidade de Antônio João, na MS-164, e perguntado para Adison onde estava o pai dele. Quando Sulino saiu da residência para conversar com o suspeito, foi atingido por vários disparos de pistola 9 milímetros no tórax e na cabeça, morrendo no local.

O garoto tentou fugir, mas também foi atingido e ficou ferido. A mãe do adolescente e esposa de Sulino acionou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

Adison foi levado ainda com vida para o Hospital Regional onde morreu logo depois.

O assassino foi descrito como um homem alto e magro, que fugiu logo depois de atirar contra as vítimas na moto que ele estava.

Peritos e agentes da Polícia Civil de Ponta Porã foram para o local realizar os levantamentos e ouvir testemunhas.

Comentários