A Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) deu início à parceria com o Instituto de Jovens Exportadores do Brasil, sediado na cidade de São Paulo, para promover a diversificação da exportação de Mato Grosso do Sul, tanto de produtos, como de países com quem o setor empresarial do Estado possui relações comerciais, bem como proporcionar capacitação aos empresários para inseri-los no mercado internacional.

No final da tarde de terça-feira (15), o secretário Jaime Verruck, da Semagro, participou de reunião online para o pré-lançamento da 3ª edição da Trilha de Internacionalização do Programa Jovem Exportador, juntamente com o presidente do Instituto Jovem Exportador, Ronan Pires e o consultor Bernhard J.Sim.

Parceria pretende ampliar número de empresas exportadoras de MS com foco no mercado árabe

“Firmamos um termo de cooperação com o Instituto, que estabelece uma série de ações de capacitação. Fizemos uma reunião para tratar daquilo que eles chamam de trilha da exportação. Nosso objetivo é proporcionar uma ampliação de mercado pros Emirados Árabes Unidos. Em 2021, vamos ter uma exposição em Dubai, que é uma dos principais eventos sobre exportação do mundo. Nossa meta é conseguir levar 30 empresários de Mato Grosso do Sul para essa feira internacional, por meio do Instituto, caso as condições permitam”, comentou Jaime Verruck.

O titular da Semagro lembrou que “nós já tivemos uma uma situação extremamente positiva com a aproximação que fizemos com os países do sudoeste asiático e isso já tem gerado alguns avanços no processo de diversificação de produtos e de países destino, com negociações avançando com a Indonésia e Tailândia”.

De acordo com o superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Semagro, Bruno Gouvêa Bastos, “é um desafio para o Governo do Estado promover a cultura exportadora entre micro e pequenos empresários. A desinformação é um problema e queremos mostrar que a exportação é possível, está ao alcance de todos, é um salto em termos de competitividade. Ao colocar um produto no mercado internacional, ele consegue competir no Brasil em qualquer parte do mundo”, afirmou.

“Nesse sentido, o trabalho do Instituto Jovem Empreendedor vai contribuir muito com as nossas micro, pequenas e médias empresas, proporcionando capacitação e, logo em seguida, fazendo uma missão empresarial para Dubai, para um evento internacional”, finalizou.

Também participaram da reunião o Assessor de Logística, Lúcio Lagemann e a Coordenadora de Cooperação Internacional e Comércio Exterior da Semagro, Thaís Fernanda Silva Guimarães.

Comentários