O grupo ainda foi multado em R$ 4,5 mil e teve o pescado apreendido.

17/05/2020 08h36
Por: Redação

Cinco pescadores paulistas foram presos ontem (16) na MS-135 em Costa Rica, pela Polícia Militar Ambiental (PMA), por crime de pesca e transporte de pescado acima da cota. Com eles foram apreendidos 51 quilos de peixes.

A PMA abordou o grupo no final da tarde em um veículo Mitsubishi Triton L200, puxando um reboque e uma embarcação e dentro de caixas isotérmicas na carroceria do veículo foram encontrados 51 quilos de pescado das espécies nativas pacu, piraputanga, piau-três-pintas, mandi e traíra, excedendo a cota permitida pela legislação.

Os cinco pescadores da cidade de Campinas (SP), afirmaram terem capturados os peixes no rio Correntes, no município de Sonora e não sabiam qual a cota de captura permitida pela legislação do Estado.

Como a cota por pescador amador é de apenas um exemplar de peixe nativo, com possível acréscimo de cinco exemplares de peixes da espécie piranha, espécie esta não capturada, os cinco pescadores poderiam ter no máximo 5 exemplares de pescado, pelas espécies de peixes encontradas.

O pescado foi apreendido.

Os infratores, de 38, 62, 65, 68 e 70 anos, foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil do município, sendo autuados em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória e saíram depois de pagar fiança.

Os infratores também foram atuados administrativamente e foram multados em um total de R$ 4.520,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas.

Paulistas são presos por crime de pesca e transporte de pescado acima da cota em MS

Comentários