A PF-MS (Polícia Federal em MS) pelo departamento em Dourados, deflagrou a operação denominada ‘Contritio Fiduciae’, para executar o cumprimento de mandado de busca e apreensão em Ivinhema, região sul de Mato Grosso do Sul. A ação visa apurar ou aprofundar investigações sobre benefícios de auxílio emergencial no sistema Caixa Econômica Federal.

Conforme informações preliminares da PF, a operação deflagrada visa ao aprofundamento de investigações em face de funcionária terceirizada da Caixa Econômica, que teria se apropriou de senha de funcionário oficial da instituição para realizar dezenas de inserções/alterações de benefícios de auxílio emergencial no sistema informatizado.

As apurações demonstraram que a investigada gerou dezenas de benefícios fraudulentos, em benefício próprio e de terceiros que também participavam do esquema, resultando prejuízos a União Federal em montante total que ainda está sob apuração.

A conduta investigada pode importar nos crimes de peculato, modificação ou alteração não autorizada de sistema de informações e estelionato (Art. 312, § 1, Art. 171, § 3º e Art. 313-B do Código Penal).

Os nomes das operações

A operação tem este nome em alusão à quebra de confiança em que agiu a principal investigada, objeto do cumprimento de busca e apreensão, ao utilizar a senha de um funcionário da CEF para promover a invasão de área restrita da instituição financeira e modificação de dados para a realização das fraudes.

Comentários